© 2014 - Todos os Direitos Reservados ao Blog Negócios e Informes. Tecnologia do Blogger.

quinta-feira, 28 de maio de 2020

País fecha 763 mil vagas de trabalho

Foto: Divulgação
Caged mostra que na só na pandemia, em março e abril, o saldo de empregos foi negativo em 1,1 milhão

Impactado pela crise do novo coronavírus, o mercado de trabalho brasileiro perdeu 763 mil vagas com carteira assinada entre janeiro e abril deste ano. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que foram divulgados nesta quarta-feira e retratam perdas de empregos muito por conta da pandemia provocada pelo novo coronavírus.

No mês de abril, as demissões superaram as contratações com carteira assinada em 860.503 postos de trabalho. Foram 1.459.099 desligamentos e 598.596 contratações. O saldo do mês passado foi o pior da série histórica iniciada em 1992.

Enquanto as demissões tiveram um incremento de 17,2%, as admissões caíram 56,5% na comparação com abril de 2019. Em valores nominais, São Paulo teve o pior desempenho, com saldo negativo (mais demissões do que contratações) de 260.902. O estado é seguido por Minas Gerais com 88.298 demissões (descontadas as contratações); Rio de Janeiro, 83.626, e Rio Grande do Sul, 74.686.

Em Pernambuco, nos quatro primeiros meses deste ano foram registradas 105.763 admissões e 159.313 desligamentos - um saldo negativo de 53.550 vagas. Só em abril foram 13.247 admissões, 38.212 desligamentos e um saldo negativo de 24.965 vagas.

Entre as regiões brasileiras, o Nordeste apresentou 592.704 admissões, 782.785 demissões e saldo de -90.081 vagas de janeiro a abril. Já o Sudeste, apresentou o maior número de vagas fechadas: 448.603, com 2.630.912 admissões e 3.079.515 demissões.

O fechamento de postos neste ano foi intensificado após a pandemia. Em janeiro e fevereiro, antes da crise de saúde pública, o País criou 338 mil vagas. Em março e abril, já sob efeito de medidas restritivas nas cidades, com fechamento de comércio e empresas, o saldo de empregos foi negativo em 1,1 milhão.

De janeiro a abril de 2020, as admissões caíram 9,6% e as demissões subiram 10,5% no período, comparado ao primeiro quadrimestre do ano passado. O salário médio real de admissão no Brasil passou de R$ 1.496,92 em abril de 2019 para R$ 1.814,62 no mês passado.

A estatística do Caged, que era feita de forma mensal, estava suspensa desde o início do ano, após mudanças de metodologia e dificuldades do Governo Federal em receber dados das empresas por conta da pandemia do coronavírus. Até então, o Brasil não tinha informações sobre o emprego formal. O último dado do Cadastro que foi disponibilizado era relativo ao mês de dezembro de 2019.

Da Folha de PE

Acompanhe-nos no Facebook


Publicidade


!

!
!
!

!

!

!

!

!

!

!

!

!
!
!
! !
!

!

!
! !

Você é o Visitante:

Acessos em Tempo Real

Previsão do Tempo em Surubim

Blogs e Sites Parceiros

Curta Nossa FanPage - Muito Obrigado!

Internautas On Line

(81) 9925.8297 // negocioseinformes@gmail.com