© 2014 - Todos os Direitos Reservados ao Blog Negócios e Informes. Tecnologia do Blogger.

terça-feira, 14 de agosto de 2018

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep

Foto: Reprodução/Flickr
Trabalhadores de todas as idades que tiverem direito a cotas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) podem sacar seus recursos a partir desta terça-feira (14). O prazo ficará aberto até 28 de setembro.

Desde o dia 8 de agosto, o crédito para correntistas da Caixa e do Banco do Brasil está sendo feito automaticamente. A partir desta terça-feira, todas as pessoas poderão sacar os recursos corrigidos. Já a partir de 29 de setembro, só será possível receber as quantias dos dois fundos nos casos previstos na Lei 13.677/2018.

Para saber o saldo e se tem direito ao benefício, o trabalhador pode acessar os sites do PIS e do Pasep. Para os cotistas do PIS, também é possível consultar a Caixa Econômica Federal no telefone 0800-726-0207 ou nos caixas eletrônicos da instituição, desde que o interessado tenha o Cartão Cidadão. No caso do Pasep, a consulta é feita ao Banco do Brasil, nos telefones 4004-0001 ou 0800-729-0001.

Têm direito ao saque as pessoas que trabalharam com carteira assinada antes da Constituição de 1988. As cotas são os rendimentos anuais depositados nas contas de trabalhadores criadas entre 1971, ano da criação do PIS/Pasep, e 1988.

Quem contribuiu após 4 de outubro de 1988 não tem direito ao saque. Isso ocorre porque a Constituição, promulgada naquele ano, passou a destinar as contribuições do PIS/Pasep das empresas para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que paga o seguro-desemprego e o abono salarial, e para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Até 2017, o saque das cotas era permitido quando o trabalhador completasse 70 anos, em caso de aposentadoria e em outras situações específicas. Desde o ano passado, o governo federal flexibilizou o acesso e até setembro pessoas de todas as idades podem retirar o dinheiro.

Em julho, o pagamento foi suspenso para o cálculo do rendimento do exercício 2017-2018. Na primeira etapa do cronograma, encerrada no dia 29 de junho, 1,1 milhão de trabalhadores fizeram o saque, retirando uma soma de R$ 1,5 bilhão.

Da Agência Brasil

LBV celebra 42 anos de atividades na capital pernambucana

Foto: Bruna Gonçalves/Divulgação
A Legião da Boa Vontade (LBV) completa nesta quarta-feira (15), 42 anos de atuação na cidade do Recife/PE, que atende crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos mediante programas sociais. No ano passado, a Instituição prestou mais de 15,5 milhões em atendimentos e benefícios em amparo à população de baixa renda.

Dezenas de atividades socioeducativas celebrarão o aniversário, como a oficina de artes e cultura que desenvolve a consciência socioambiental com meninos e meninas que participam do programa Criança: Futuro no Presente!. A Melhor Idade também é acolhida pela Instituição, são centenas de idosos que participam de ações para a inserção sociocultural e o fortalecimento de sua cidadania e vínculos afetivos.

Todo esse trabalho, que há 42 anos, promove a Solidariedade no Estado de Pernambuco, é mantido somente com a colaboração da sociedade civil. E convida todos os Pernambucanos a conhecerem esse trabalho que visa à promoção de um Brasil melhor e uma Humanidade mais Feliz.
O Centro Comunitário de Assistência Social da Legião da Boa Vontade no Recife está localizado na Rua dos Coelhos, 219, Coelhos. Informações sobre o trabalho da Instituição podem ser obtidas pelo tel. (81) 3413-8601 ou pelo sitewww.lbv.org

SERVIÇO:
Comemoração dos 42 anos de trabalho da LBV em Pernambuco
Local: Sede da Instituição – Rua dos Coelhos, 219 – Coelhos – (próximo ao Cais José Mariano)
Dia: 15/08/18 - Horário: 15h


Informações: (81) 3413.8601

Da LBV

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Estimativa do mercado financeiro para inflação sobe para 4,15%

Foto: Pixabay
Instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) aumentaram a projeção para a inflação este ano. A estimativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu de 4,11% para 4,15%, neste ano. A informação consta da pesquisa Focus, publicação elaborada semanalmente pelo BC, com projeções de instituições financeiras para os principais indicadores econômicos.

Para as instituições, o IPCA em 2019 deve ficar em 4,10%. Para 2020 e 2021, a estimativa é 4%.

Para 2018 e 2019, essas estimativas estão abaixo da meta que deve ser perseguida pelo BC. Neste ano, o centro da meta é 4,5%, com limite inferior de 3% e superior de 6%. Para 2019, a previsão é 4,25%, com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%. Para 2020, a meta é 4% e 2021, 3,75%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para os dois anos (2,5% a 5,5% e 2,25% a 5,25%, respectivamente).

Para alcançar a meta de inflação, o BC usa como instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 6,5% ao ano.

De acordo com as instituições financeiras, a Selic deve permanecer em 6,5% ao ano até o final de 2018. Para 2019, a expectativa é de aumento da taxa básica, terminando o período em 8% ao ano.

Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Quando o Copom diminui os juros básicos, a tendência é de que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação.

A manutenção da Selic, como prevê o mercado financeiro neste ano, indica que o Copom considera as alterações anteriores suficientes para chegar à meta de inflação.

Atividade econômica
A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – foi ajustada de 1,5% para 1,49%, neste ano. Para 2019, 2020 e 2021, a estimativa para o crescimento do PIB foi mantida em 2,5%.

A previsão do mercado financeiro para a cotação do dólar permanece em R$ 3,7 no final deste ano e no fim de 2019.

Da Agência Brasil

FARMAPIO | Blitz da Saúde chega ao Bairro São José, em Surubim, nesta quarta-feira (15)

Imagem: Divulgação/Reprodução
A FARMAPIO, unidade Surubim, lança nesta quarta-feira (15) a nova Blitz da Saúde, que irá percorrer os principais Bairros da Cidade, inicialmente irá passar pelo Bairro São José. A ação itinerante irá oferecer à população, serviços e atividades de maneira gratuita, em prol da melhoria da qualidade de vida e Cuidados com a Saúde. A ação acontecerá no dia 15 de agosto, em frente à Igreja Marcelino Champagnat a partir das 8h30.

A nova Blitz da Saúde é uma Ação de Serviços da FARMAPIO, que proporciona uma experiência em âmbito real para os seus clientes, juntamente ao novo posicionamento da empresa: a saúde está nos detalhes. A empresa, considerada uma das principais Farmácias de Surubim, busca contribuir e democratizar o acesso à saúde, além dos medicamentos, por meio de experiências, soluções inovadoras, serviços e conteúdos relevantes à população. 

Conhece algum morador do Bairro São José?

Marque ele nos Comentários! E ajude-o a cuidar da Saúde!

Você é nosso CONVIDADO!

Da Assessoria

domingo, 12 de agosto de 2018

Promocional | C & E Promotora Empréstimos firma parceria com a Troca Créditos; Retire de R$100,00 até R$10.000,00 direto na sua conta e parcele em até 12x

Imagem: Divulgação/Reprodução
Atenção, Surubim e Região: A loja de empréstimos C & E Promotora, atendendo a pedidos, em parceria com a empresa Troca Créditos está trabalhando com Microcrédito Pessoal e Empresarial no cartão de crédito com as menores taxas de mercado. Retire de R$100,00 até R$10.000,00 direto na sua conta e parcele em até 12x. Aproveite essa oportunidade, compareça na C & E, que fica localizada na Rua João Batista, 169 (ao lado do Laboratório Gilson Cidrim), no Centro de Surubim.

Como funciona? É Simples, Rápido e 100% Seguro
  • Venha até a C & E Promotora Empréstimos;
  • Faça seu cadastro (rápido), sem consulta ao SPC e Serasa;
  • Convertemos o limite do seu Cartão de Crédito;
  • Receba o dinheiro na sua conta bancária; (pagamento pode ser parcelado em até 12x)

Lembrando aos aposentados que recebem um salário mínimo, podem retirar até R$12.000,00 e ainda ganham um presente, sem sorteio. Mais informações: (C & E Promotora Empréstimos. Fone: (81) 3634.3956 / WhatsAPP 99799-8167. Org: Clécio e Érica.

O que é preciso para o Brasil voltar a crescer?

IndústriaFoto: divulgação
O Brasil encerrou 2017 com um crescimento de apenas 1% no seu Produto Interno Bruto (PIB), um saldo considerado ínfimo após dois anos consecutivos (2015 e 2016) de recessão. Para o setor empresarial, era a hora de comemorar a saída do País da crise e de vislumbrar a retomada da economia. 2018 deveria ser um ano de esperança para os mais de 13 milhões de desempregados que resultaram da fase negativa.  No entanto, para que isso pudesse o ocorrer, os diversos setores - que fazem a máquina econômica girar - cobravam do governo federal as tão prometidas reformas, que após a vitória da polêmica lei trabalhista, em vigor desde novembro, eram essenciais para o Brasil voltar a ter competitividade.

Hoje, com os nomes dos candidatos à presidência postos à mesa, a Folha de Pernambuco traz as principais demandas da cadeia produtiva brasileira, que são apontadas pela indústria, comércio, agropecuária, serviços e turismo como ações necessárias e que devem ser tomadas pelo próximo presidente da República. Afinal, o cenário atual é bem diferente do projetado no início do ano. “Estávamos com a expectativa de um crescimento do PIB em torno de 2,8% no primeiro mês do ano, o que foi reduzido para praticamente metade no oitavo mês. A recuperação não tem apresentado a velocidade esperada e isso acaba reduzindo a confiança dos empresários e se transforma em efeito cascata com redução dos investimentos e consequentemente menor ritmo de geração de emprego e renda”, analisa o economista da Fecomércio, Rafael Ramos.  

Mestre e professor de economia, Tiago Monteiro vai mais além. De acordo com ele, a instabilidade política dos últimos quatro anos minou a confiança dos investidores na economia e pressionou a produção. “Isso fez com que a demanda, que estava efervescente, começasse a pressionar a inflação - um fantasma que vive assombrando nossa economia há décadas. E a medida adotada para amenizar esse espectro foi a elevação da taxa básica de juros (Selic) para quase o dobro em um intervalo minúsculo - passando dos 7,5% em 2012 para 14,25% em 2015 - estrangulando o consumo, pois o custo do dinheiro estava caro, e a própria produção, pois também depende do valor do dinheiro para produzir mais e de maneira mais competitiva”, argumenta o professor.  
E, como os economistas concordam , os desafios para a próxima equipe econômica do País são homéricos e atemporais. “Demandam movimentos, alinhamentos e decisões, práticas cruciais para que haja uma retomada econômica plausível, robusta e contínua, diferentemente do que estamos presenciando nos últimos quatro anos”, diz Monteiro. 
Veja as demandas de cada setor:
IndústriaEm temas considerados fatores-chave para a competitividade, o documento traz ideias que a indústria defende para aumentar a produtividade do trabalhador, melhorar o ambiente de negócios, estimular a economia e ampliar a geração de emprego e renda. 
Entre as principais, listam-se, em especial, as questões ligadas ao financiamento. De acordo com a entidade, a proposta traz ideias para estimular o desenvolvimento do mercado de debêntures e fortalecer o papel do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a fim de incentivar a oferta de crédito de longo prazo no Brasil. 

Além disso, outra necessidade do setor é sanar os gargalos da infraestrutura e ofertar uma logística eficiente, que permita a realização das entregas dos insumos e a distribuição dos produtos finais com segurança e nos prazos adequados. “Precisamos voltar a ter mais previsibilidade e um ambiente de confiança em relação ao futuro”, reforça o gerente-executivo de Política Econômica da CNI, Flávio Castelo Branco.


Comércio
Diretamente influenciado pelo consumo, a principal demanda do setor comercial brasileiro é, sem dúvidas, a geração de emprego. “Quando olhamos a taxa de desemprego ela ainda é muito elevada. Aqui em Pernambuco ela atinge aproximadamente 700 mil pessoas no primeiro trimestre de 2018, o que consequentemente influencia em nível de endividamento e de consumo”, reflete o economista da Fecomércio-PE, Rafael Ramos.  Neste sentido, nunca foi tão evidente para o setor a importância de que o próximo governo se comprometa com a quase utópica reforma tributária. 
A promessa é que se ela for aprovada, vai promover crescimento econômico; neutralidade na competitividade; geração de empregos; aumento de salários; redução da tributação de itens essenciais às famílias mais pobres; fim da guerra fiscal; desburocratização, entre tantos outros benefícios.  "Se uma simples ‘reforma tributária’ tem o condão de promover tantos benefícios sociais e econômicos, como se fora um plano de salvação nacional, basta aprová-la para o País viver o melhor dos mundos”, desabafou em recente artigo o presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens e Serviços e Turismo, Antônio Oliveira Santos. 
Agropecuária
Como um dos segmentos mais vulneráveis da cadeia econômica, visto que seus resultados também são influenciados por fatores climáticos, o setor agropecuário foi o maior responsável pelo crescimento de 1% do PIB brasileiro em 2017. 
Diante desse fato e de sua relevância para a economia, tem suas necessidades definidas para o próximo gestor federal. “É necessário que se invista em infraestrutura. Afinal, é a logística da nossa produção que torna ou não o negócio competitivo, o que não dá para fazer com transporte refém do modal rodoviário”, desabafa o presidente da Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco (Faepe), Pio Guerra.  
Turismo e serviços
O setor de serviços apresenta  fraco dinamismo e continua alternando entre crescimentos modestos e variações negativas. Encabeçando o setor, o turismo brasileiro carece de uma boa política pública que contribua para o seu crescimento. As ideias defendidas pelos empresários e profissionais de turismo são baseadas em planos para garantir a continuidade dos negócios e, ao mesmo tempo, renovação e inovação constantes. 

Com ações coordenadas pela esfera federal junto a governos estaduais e municipais. Entre as principais demandas, listam-se: melhoria da infraestrutura, fortalecimento da imagem do Brasil no exterior e seus diferenciais como destino turístico; apoiar e adotar políticas de taxação inteligentes, que incluem simplificação na tributação e desburocratização para melhorar o ambiente de negócios; buscar mercados internacionais que combinem volume de turistas e gastos altos; apoiar e estimular o desenvolvimento de novos produtos turísticos que tragam melhor experiência ao visitante, entre outras.  O setor, inclusive, desenvolveu e entregou aos principais candidatos à presidência um documento com as principais demandas do setor para promover as ações do próximo governo brasileiro rumo ao desenvolvimento sustentável.
Da Folha de PE

sábado, 11 de agosto de 2018

Santander abre inscrições para programa de trainee; salários de R$ 6,2 mil

Imagem meramente ilustrativa / Reprodução Internet
O Santander abrirá, nesta sexta-feira, dia 10, o programa de trainees. Os candidatos devem ter concluído o curso a partir de dezembro de 2016 ou ter previsão de formatura até dezembro de 2018. Podem participar recém-formados oriundos de quaisquer universidades brasileiras e áreas de conhecimento. O salário será de R$ 6.200. Serão selecionados entre 20 e 30 candidatos.

De acordo com o banco, não é necessário ter experiência profissionais anteriores, porque a instituição financeira procura histórias de vida diferenciadas e/ou de superação.

Os inscritos serão avaliados em seis fases: testes online de inglês, raciocínio lógico e um assessment on-line; etapa de vídeo e cases de negócio (virtual e presencial).

Os interessados podem se inscrever até o dia 10 de setembro, pelo site.

Do Extra (Globo)

Fluxo de estrangeiros em PE cresce 67% no 1º semestre

Aeroporto Internacional do RecifeFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco
O Estado de Pernambuco recebeu 157 mil turistas estrangeiros no primeiro semestre de 2018, número 67% maior que o registrado no mesmo período de 2017. Os dados são da pesquisa "Principais indicadores do turismo e evolução anual", promovida pela Empresa Pernambucana de Turismo (Empetur), e divulgada na quarta-feira (8). 

Segundo o levantamento, ao todo, Pernambuco recebeu quase 3,2 milhões de turistas nos seis primeiros meses deste ano, 5% a mais que de janeiro a junho do ano passado. Com o incremento no total de visitantes, a economia pernambucana recebeu R$ 5 bilhões neste período. Em 2017, o lucro havia sido de R$ 4,3 bilhões.

Os argentinos são os líderes na emissão de turistas para o Estado: 75 mil vieram a Pernambuco de janeiro a junho. Na sequência, aparecem os portugueses e os alemães. No mercado nacional, a liderança é dos turistas de São Paulo, seguido por Rio de Janeiro e Minas Gerais. A taxa de ocupação da rede hoteleira também subiu: de 62% para 67%. A permanência média dos turistas no Estado se elevou de sete para oito dias. 

Ainda de acordo com a pesquisa da Empetur, quase 4 milhões de passageiros circularam pelo Aeroporto Internacional do Recife nos seis primeiros meses do ano. Em 2017 o terminal chegou ao recorde de 7,7 milhões. Pernambuco tem atualmente 13 conexões internacionais.

Da Folha de PE

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Programa "Amigo do Peito" realiza exames de mamografia gratuitos em Casinhas

Imagem: meramente ilustrativa / Reprodução Internet
O Programa "Amigo do Peito" irá realizar 80 exames de mamografia digital gratuitos neste sábado (11), em Casinhas, no Agreste de Pernambuco. A unidade móvel do programa fará exames em frente à sede da Associação de Assistência Comunitária do Diogo (ASCOMD), das 7h30 às 12h, e das 13h às 17h, para atender mulheres com idades a partir de 40 anos. Para fazer a mamografia, é necessário apresentar RG e Comprovante de Residência. O serviço não se restringe apenas para associadas da ASCOMD, se estende para mulheres da região, a atendimento será por ordem de chegada.


Serviço: Mamografias gratuitas
Data: sábado (11)
Local: Associação de Assistência Comunitária do Diogo (ASCOMD)
Endereço: Comunidade do Diogo, Casinhas
Realização: Associação de Assistência Comunitária do Diogo (ASCOMD) em parceria com a Associação Pernambucana Amigos do Peito

Da Redação (Negócios & Informes)

quinta-feira, 9 de agosto de 2018

e-Social: certificado digital é obrigatório desde 1º de julho; CDL Surubim oferece o serviço

Imagem: Divulgação/Reprodução
Em 1º de julho de 2018 todas as empresas com empregados e faturamento inferior a R$ 78 milhões, inclusive microempreendedores individuais – MEIs, devem declarar as informações de suas folhas de pagamento digital via e-Social, com uso do certificado digital no padrão da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil. Estima-se que cerca de 20 milhões de empresas estarão sujeitas a essa obrigação.

Os empregadores com faturamento superior a R$ 78 milhões já declaram as informações de seus empregados na plataforma digital desde janeiro deste ano. A transmissão das informações deve ser feita com uso de certificado digital ICP-Brasil, do tipo A1 ou A3, pessoa física ou jurídica. O e-Social, segundo o governo, simplifica o cumprimento das obrigações e substitui o envio de várias declarações. O objetivo é a melhora geral da qualidade das informações sobre as relações de trabalho, com dados mais precisos.

A CDL Surubim emite diariamente em sua sede de segunda à sexta-feira. Ligue e faça seu agendamento, mais informações: (81) 3634.1608 / 3634.1607.

Do ITI / ASCOM CDL Surubim

Acompanhe-nos no Facebook


Publicidade


!

!
!
!

!

!

!

!

!

!

!

!

!
!
!
!
!

!

!
!

Você é o Visitante:

Acessos em Tempo Real

Previsão do Tempo em Surubim

Blogs e Sites Parceiros

Curta Nossa FanPage - Muito Obrigado!

Internautas On Line

(81) 9925.8297 // negocioseinformes@gmail.com