© 2014 - Todos os Direitos Reservados ao Blog Negócios e Informes. Tecnologia do Blogger.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2021

Instituto Agregar: Surubim ganha primeira Clínica Especializada em Desenvolvimento Infantil

ATENÇÃO!!!


Você mãe, você pai, querem entender melhor o comportamento do seu filho? 

Está com dúvidas de como agir?

Está percebendo diferenças no desenvolvimento do seu filho?


Chegou a hora de você esclarecer todas as suas dúvidas. 

Venha conhecer a primeira Clínica Especializada em Desenvolvimento Infantil de Surubim. Clínica de Terapias Integradas - Instituto Agregar, com estrutura física confortável e adaptações adequadas para acolher todos.

Localizado na Avenida Oscar Loureiro nº 120, Cabaceira. Próximo a Churrascaria Renascer. 


Acompanhe no Instagram: www.instagram.com/instituto_agregar/

Surubim abre inscrições para cursos de Eletricista e Jardineiro

Já estão abertas as vagas para o cursos de jardineiro e eletricista com inscrições hoje e amanhã, apenas presencialmente!


Para se inscrever, basta ir até a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos de Surubim, situada na Rua Severino Clemente de Arruda, 374, centro.


Da ASCOM Surubim




Prefeitura de Surubim realiza oficina de velas natalinas

 Atenção, juventudes!


A Prefeitura de Surubim, por meio da Secretaria de Juventude e Esportes irá realizar a oficina de Velas Natalinas, onde você irá aprender a reaproveitar resíduos de velas antigas e a produzir velas comuns e aromáticas.


A oficina acontecerá no dia 03/12, a partir das 18:30h, na Casa das Juventudes.


A inscrição é grátis e as vagas limitadas. Então corre para não ficar de fora dessa!


Para fazer a inscrição é só enviar uma mensagem para o WhatsApp da Secretaria (81) 98759-1519. 


Da ASCOM Surubim

Compesa divulga calendário de abastecimento para dezembro em Surubim

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) divulgou o calendário de abastecimento de água para o mês de dezembro/2021 em Surubim. Neste modelo de cronograma, para o leitor identificar quais serão os dias que o seu bairro ou comunidade receberão água, é preciso verificar o número da área que a localidade está inserida e em seguida ver os dias no calendário. Confira clicando AQUI!



Famílias de baixa renda terão redução automática na conta de luz

Famílias de baixa renda inscritas em programas sociais do governo passarão a ser incluídas, automaticamente, como beneficiárias da Tarifa Social de Energia Elétrica. Com isso, mais de 11,5 milhões de famílias podem passar a receber o benefício, com descontos de até 65% na fatura mensal da conta de luz, somando-se aos 12,3 milhões de famílias de baixa renda que já usufruem da redução.


O protocolo que permite o cadastramento automático dessas famílias foi assinado nesta terça-feira (30), na sede da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em Brasília, com a presença do presidente Jair Bolsonaro e de diversos ministros. Antes, era necessário que cada família beneficiária de programa governamental requeresse individualmente o benefício, o que retardava e dificultava o processo, pois a maior parte era humilde, muitas moradoras de regiões distantes.


Para o presidente Bolsonaro, o benefício imediato é a desburocratização do processo, beneficiando o maior número de pessoas com iniciativas de repasse de renda.


“Basicamente, se resume na redução de burocracia, o que estamos fazendo desde quando assumimos em 2019. Essa medida veio a calhar. Estamos vivendo um período – peço a Deus – que seja pós-pandemia. Onde as consequências das medidas adotadas no passado, para combater o vírus, nos levaram a essa situação, de aumento de inflação. Essas medidas são aos mais humildes que atingem, ao informal, porque o Brasil, conosco, criou mais empregos de carteira assinada, mesmo durante o ano mais grave da pandemia. Então os mais vulneráveis e humildes são atingidos por esta medida, reduzindo a conta de luz”, disse o presidente.


Bolsonaro destacou também o aumento no número de empregos que estão sendo criados, apesar do país recém começar a sair da crise econômica mundial resultante da pandemia.


“Lembro que nos anos de 2015 e 2016, sem pandemia, o Brasil perdeu 2,5 milhões de empregos. E o nosso governo, mesmo com a pandemia, já criou 2,5 milhões de empregos. Isto é trabalho de todos, não apenas meu, dos ministros, dos secretários, mas de todos os servidores públicos que colaboram conosco nesta empreitada. Temos tudo para sermos uma grande Nação e a seremos, se Deus quiser”, finalizou Bolsonaro.


Os critérios para receber a tarifa social continuam os mesmos: têm direito a ela as famílias inscritas no Cadastro Único com renda mensal menor ou igual a meio salário-mínimo por pessoa, e também as famílias com portador de doença que precise de aparelho elétrico para o tratamento - nesse caso com renda mensal de até três salários-mínimos. Também têm direito as famílias com integrante que receba o Benefício de Prestação Continuada.


Da Agência Brasil / Foto: Arquivo/Agência Brasil

Vertentes Atacarejo é inaugurado com sucesso

Na manhã desta terça-feira (30), aconteceu a inauguração do Vertentes Atacarejo. Localizado na Rua Dr. Emídio Cavalcante,168, centro de Vertentes, Agreste Setentrional de Pernambuco. A cerimônia de inauguração teve início com a benção proferida pelo Pe. Sérgio Roberto da paróquia de São José, em seguida, o casal Vanusa e Valquírio Arruda (foto à esq.) deram as boas vindas aos convidados, autoridades, parceiros e clientes. 


Com o slogan "O Supermercado pensado para você", funcionará de segunda a sábado, das 7h às 19h, e aos domingos das 7h às 12h, que disponibiliza ambiente acessível, espaço climatizado, equipe qualificada e produtos com qualidade. "Agradecemos a todos vocês por estarem fazendo deste dia, um dia muito especial para nós," a gestão agradeceu através das redes sociais.


Mais informações podem ser adquiridas através das redes sociais: www.instagram.com/vertentesatacarejo/


terça-feira, 30 de novembro de 2021

Em Pernambuco, taxa de desocupação recua mas segue como a maior do país

Apesar de registrar um recuo em relação ao último trimestre, quando atingiu um patamar de 21,8%, a taxa de desocupação em Pernambuco segue como a maior do Brasil. De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), divulgada nesta terça-feira (30) pelo IBGE, no 3º trimestre deste ano, 19,3% da população do estado em idade de trabalhar estava desempregada. No Brasil, a taxa é de 12,6%.


“A desocupação caiu em Pernambuco cerca de 2.5 pontos percentuais, foi um dos estados onde mais caiu nesse trimestre, mas nossos números ainda são difíceis", comentou o secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação do estado, Alberes Lopes.


 

Em números absolutos, o resultado significa que em Pernambuco, 806 mil pessoas procuraram emprego entre julho, agosto e setembro e não encontraram. O resultado é igual ao obtido pelo estado no terceiro trimestre do ano passado, quando a taxa de desocupação também ficou em 19,3%. 


Lopes destaca o trabalho que vem sendo realizado pela gestão estadual para reverter o quadro. "Houve uma retomada de operações no estaleiro, temos investido no plano de crescimento da economia, subsidiando a contratação de empregos pelas empresas com o benefício de meio salário mínimo, atraindo novos empreendimentos, qualificando os trabalhadores, mas tudo é um processo que estamos enfrentando, fazendo a roda girar com o carro em andamento. Estamos com muita esperança e, mais do que esperança, estamos trabalhando”, afirmou. 


OCUPAÇÃO

Apesar do elevado índice de desocupação, Pernambuco registrou um aumento no número de pessoas ocupadas, que saiu de 3 milhões e 259 mil pessoas no 2º trimestre deste ano para 3 milhões e 374 mil trabalhadores no 3º trimestre, um aumento de 3,6%. Com relação ao mesmo período de 2020, o avanço na população ocupada, seja formalmente ou informalmente, foi de 13,6%. 


No último trimeste, também subiu o número de empregados do setor privado, com avanço de 7,3%. No entanto, o maior impacto no mercado de trabalho ficou por conta dos trabalhadores sem carteira assinada, que aumentaram 11,3% entre o segundo e o terceiro trimestres de 2021, chegando a 546 mil pessoas. Nesse período, a atividade econômica que mais absorveu esses trabalhadores foi o comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas, com aumento de 11,6% no contingente de trabalhadores, passando de 648 mil para 724 mil pessoas.


INFORMALIDADE

A taxa de informalidade no estado também aumentou. Agora, 52,2% da população ocupada no 3º trimestre de 2021 não possui emprego formal, contra 51,2% no trimestre anterior. O percentual equivale a 1 milhão e 760 mil pessoas, o que deixa Pernambuco em oitavo lugar nacional no ranking dos informais. No Brasil, a taxa é de 40,6%.


De acordo com Alberes, uma das explicações para o caso está nos desmontes realizados nacionalmente. "Pouco mais de 95 mil pessoas no estado foram contratadas neste trimestre sem carteira assinada e o número de empregados domésticos sem carteira cresceu 32%. Mas a gente tem que olhar lá atrás, quando houve a reforma trabalhista com o enfraquecimento do Ministério Público do Trabalho, a extinção do Ministério do Trabalho, as demissões no estaleiro e tantos outros desmontes por falta de políticas nacionais", observou. 


RENDIMENTO MÉDIO

O rendimento médio real habitual de todos os trabalhos das pessoas ocupadas em Pernambuco foi de R$ 1.715, o que representa o menor resultado no estado desde 2018. No 2º trimestre de 2021, essa renda havia sido de R$ 1.878. Já no 3º trimestre de 2020, o valor era maior ainda: R$ 1.964. "Essa perda de rendimento foi agravada pelo aumento da inflação nos últimos meses. Além disso, é provável que estejamos trocando empregos com carteira assinada e direitos trabalhistas por trabalho precário", explicou Fernanda Estelita, gerente de planejamento e gestão do IBGE em Pernambuco.  


DESALENTO

A pesquisa também mostrou que o número de pessoas desalentadas chegou a 329 mil pessoas no 3º trimestre de 2021, 15,2% a menos do que no período anterior. Essa parcela que havia desistido de procurar emprego voltou a pressionar o mercado de trabalho local. Por definição, desalentados são aqueles que estão fora da força de trabalho ou que não realizam busca efetiva por trabalho pelas seguintes razões: não conseguir trabalho, ou não ter experiência, ou ser muito jovem ou idosa, ou não encontrou trabalho em sua localidade e que, se tivesse encontrado trabalho, estaria disponível para assumir a vaga.  


A PNAD Contínua também mostra que os trabalhadores subocupados por insuficiência de horas trabalhadas, ou seja, aqueles que trabalham menos horas do que poderiam trabalhar, alcançou 324 mil pessoas, um aumento de 9,3% perante o 2º trimestre deste ano e de 31,2% na comparação com o 3º trimestre de 2020, quando as medidas de distanciamento social eram mais rígidas.


Do Diario de PE / Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Primeira parcela do décimo terceiro deve ser paga até hoje

Um dos principais benefícios trabalhistas do país, o décimo terceiro salário tem a primeira parcela paga até hoje (30). A partir de amanhã (1º), o empregado com carteira assinada começará a receber a segunda parcela, que deve ser paga até 20 de dezembro.


Essas datas valem apenas para os trabalhadores na ativa. Por causa da pandemia de covid-19, o décimo terceiro dos aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi antecipado pelo segundo ano seguido. A primeira parcela foi paga entre 25 de maio e 8 de junho. A segunda foi depositada de 24 de junho a 7 de julho.


Quem tem direito

Segundo a Lei 4.090/1962, que criou a gratificação natalina, têm direito ao décimo terceiro aposentados, pensionistas e quem trabalhou com carteira assinada por pelo menos 15 dias. Trabalhadores em licença maternidade e afastados por doença ou por acidente também recebem o benefício.


No caso de demissão sem justa causa, o décimo terceiro deve ser calculado proporcionalmente ao período trabalhado e pago junto com a rescisão. No entanto, o trabalhador perde o benefício se for dispensado com justa causa.


Cálculo proporcional

O décimo terceiro salário só será pago integralmente a quem trabalha há pelo menos um ano na mesma empresa. Quem trabalhou menos tempo receberá proporcionalmente. O cálculo é feito da seguinte forma: a cada mês em que trabalha pelo menos 15 dias, o empregado tem direito a 1/12 (um doze avos) do salário total de dezembro. Dessa forma, o cálculo do décimo terceiro considera como um mês inteiro o prazo de 15 dias trabalhados.


A regra que beneficia o trabalhador o prejudica no caso de excesso de faltas sem justificativa. O mês inteiro será descontado do décimo terceiro se o empregado deixar de trabalhar mais de 15 dias no mês e não justificar a ausência.


Tributação

O trabalhador deve estar atento quanto à tributação do décimo terceiro. Sobre o décimo terceiro, incide tributação de Imposto de Renda, INSS e, no caso do patrão, Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. No entanto, os tributos só são cobrados no pagamento da segunda parcela.


A primeira metade do salário é paga integralmente, sem descontos. A tributação do décimo terceiro é informada num campo especial na declaração anual do Imposto de Renda Pessoa Física.


Pandemia

A situação dos trabalhadores com contrato suspenso ou com jornada reduzida com diminuição proporcional dos salários, porque fecharam acordo durante a segunda onda da pandemia de covid-19, seguiu o modelo do ano passado. Para os contratos com jornada reduzida, o décimo terceiro e as férias devem ser pagos de forma integral.


No caso de suspensão de contratos, o período não trabalhado será descontado do décimo terceiro. No entanto, para manter a harmonia com a legislação, o mês em que o empregado tiver trabalhado 15 dias ou mais será contado como mês inteiro e será pago.


Os critérios para o pagamento do décimo terceiro nessas situações foram definidos por nota técnica do Ministério do Trabalho e Previdência. Embora a nota técnica não tenha força de lei, equivale à interpretação da norma pelo governo e será levada em conta pelos auditores fiscais do trabalho nas fiscalizações das empresas.



Da Agência Brasil / Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

Brasil registra 253.083 vagas de empregos formais em outubro

O Ministério do Trabalho e Previdência, divulgou nesta terça-feira (30), dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O levantamento mostrou que o Brasil criou 253.083 novas vagas de trabalho com carteira assinada em outubro de 2021. Em 2021 foram criados 2.645.974 novos empregos formais, decorrente de 17.209.495 admissões e de 14.563.521 desligamentos.


Segundo os dados do Caged, as cinco regiões do Brasil mostraram saldos positivos no período, com a criação de vagas. Norte apresentou 8.734, Nordeste 51.455, Sudeste 121.409, Sul 52.938 e Centro-Oeste com 17.544 vagas criadas.


O Valor Data, havia previsto a abertura de 270 mil vagas no mês de outubro, porém mesmo abaixo das projeções, outubro ficou dentro do
intervalo de estimativas, que ia de 206.121 a 310 mil.


Em setembro, o Brasil havia criado 313.902 empregos formais, resultado da admissão de 1.780.161 pessoas e da demissão de outras 1.466.259. 


Desemprego


Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), divulgada também nesta terça, pelo Instituto Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a taxa de desocupação no Brasil recuou 1,6% do segundo para o terceiro trimestre este ano, ao atingir a marca de 12,6% nos meses de julho, agosto e setembro.


O levantamento mostra que a quantidade de pessoas que buscam emprego no Brasil também caiu, mas ainda é alto, pois 13,5 milhões estão à procura de emprego. Do outro lado, os ocupados chegaram a 93 milhões, com crescimento de 4% entre um trimestre e outro, sendo que destes 66,4% estavam empregados, 4,1% eram empregadores, 2,1% são trabalhadores familiares auxiliares e 27,4% pessoas que trabalhavam por conta própria.


Por  Correio Braziliense / Por: Correio Braziliense

Empreendedorismo: Surubim inaugura Central de Oportunidades

Na próxima sexta-feira (03), será inaugurada a Central de Oportunidades de Pernambuco (COPE) em Surubim e contará com a presença do Governador Paulo Câmara.



A iniciativa é uma parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Surubim, através da Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Econômico do município. 


Este equipamento tem o objetivo de ampliar o atendimento aos surubinenses e disponibiliza diversos serviços que geram fortalecimento da empregabilidade e do empreendedorismo na cidade.


A COPE engloba os atendimentos da Agência do Trabalho, da Junta Comercial de Pernambuco (JUCEPE), do Expresso Empreendedor e da AGE (Agência de Empreendedorismo de Pernambuco), que tem como principal papel coordenar o Programa de Crédito Popular. Todas as atividades serão oferecidas no mesmo local.


Da ASCOM

Acompanhe-nos no Facebook


Publicidade


!

!
!
!

!

!

!

!

!

!
!
!
!
!

!
! !

Você é o Visitante:

Acessos em Tempo Real

Previsão do Tempo em Surubim

Blogs e Sites Parceiros

Arquivo do blog

Curta Nossa FanPage - Muito Obrigado!

Internautas On Line

(81) 9925.8297 // negocioseinformes@gmail.com