© 2014 - Todos os Direitos Reservados ao Blog Negócios e Informes. Tecnologia do Blogger.

sexta-feira, 5 de março de 2021

Soja e o café puxam a alta da agropecuária em 2020

A agropecuária cresceu 2%, no ano de 2020, puxada pela soja (7,1%) e pelo café (24,4%), que alcançaram produções recordes na série histórica. Por outro lado, algumas lavouras tiveram variação negativa na estimativa de produção anual, como, por exemplo, laranja (-10,6%) e fumo (-8,4%). “Esse resultado decorreu do crescimento da produção e do ganho de produtividade da agricultura, que suplantou o fraco desempenho da pecuária e da pesca”, afirmou Rebeca Palis, coordenadora de Contas Nacionais do IBGE.


De acordo com o coordenador do Núcleo Econômico da CNA, Renato Conchon, com esse resultado, a participação do setor subiu em relação ao PIB total. “Passou de 6,7% em 2019 para 7,1%. E é importante destacar que muitas indústrias ligadas ao agro tiveram aumento de produção, a exemplo do papel, da celulose e de alimentos”, ressaltou. Para 2021, a expectativa é de que a safra seja tão boa quanto a de 2020. Ele lembrou que vários produtores de commodities (mercadorias com cotação internacional) se beneficiaram da desvalorização do real frente ao dólar americano.


“Mas muitos não se beneficiaram porque produzem para o mercado interno. Essa conta não é dolarizada. Só que nossos custos de produção, grande parte dos fertilizantes e os defensivos agropecuários, são importados e sofrem a influência do câmbio. Então, o custo de produção subiu, mas ainda assim, com boas expectativas de clima, esperamos uma boa produtividade para o Brasil”, reiterou Renato Chonchon.


No quarto trimestre do ano passado, no entanto, em relação ao trimestre anterior, a agropecuária recuou 0,5%. Na análise de Rebeca Palis, do IBGE, a retração foi motivada por um ajuste da safra. Quando comparado o último trimestre com o mesmo período de 2019, a queda do setor foi de -0,4%. De acordo com o IBGE, em 2020, o resultado do Valor Adicionado refletiu o desempenho das três atividades que o compõem: agropecuária (2%), indústria (-3,5%) e serviços (-4,5%), informa o IBGE.


Do Correio Brasiliense /  Foto: Ed Alves/CB/D.A Press

Acompanhe-nos no Facebook


Publicidade


!

!
!
!

!

!

!

!

!

!
!
!
!
!

!
! !

Você é o Visitante:

Acessos em Tempo Real

Previsão do Tempo em Surubim

Blogs e Sites Parceiros

Arquivo do blog

Curta Nossa FanPage - Muito Obrigado!

Internautas On Line

(81) 9925.8297 // negocioseinformes@gmail.com