© 2014 - Todos os Direitos Reservados ao Blog Negócios e Informes. Tecnologia do Blogger.

sábado, 30 de outubro de 2021

Lojas de Surubim abrem as portas no Dia do Servidor Público (01/11); Comércio funcionará em regime facultativo no feriado de Finados

Em Surubim, no Agreste Setentrional, o Dia do Servidor Público, celebrado em 28 de Outubro, os servidores municipais trabalharam normalmente, em virtude da transferência da data para o dia 01 de novembro, próxima segunda-feira. Ressaltando que com a alteração na data do servidor público, o comércio e os bancos não sofrem alterações. As lojas e as agências bancárias abrem normalmente na segunda. Já na terça-feira, dia 02 de novembro, feriado de finados, os bancos estarão de portas fechadas, enquanto o comércio funcionará em regime facultativo. Através de nota, a CDL Surubim alerta os lojistas e consumidores da Capital da Vaquejada:


A Câmara de Dirigentes Lojistas de Surubim (CDL) comunica a todos os associados e comunidade em geral que, na segunda-feira (01/11) as empresas podem funcionar normalmente, pois o ponto facultativo decretado pela Prefeitura é apenas para o setor público municipal, não aplicado para o comércio. Já na terça-feira (2/11), em virtude do feriado de Finados, a entidade não estará funcionando. Contudo, o feriado não impede que algum lojista possa abrir seu comércio. Porém, os direitos trabalhistas devem ser pagos de acordo com a Convenção Coletiva do Trabalho. Informa ainda que retorna na quarta-feira (03) com expediente normal, a partir das 08h. não aplicado para o comércio.


Da Redação (Negócios & Informes)

sexta-feira, 29 de outubro de 2021

Apenas trabalho autônomo supera nível pré-pandemia no Brasil, diz IBGE

Em uma lista com seis tipos de ocupação, o trabalho por conta própria é o único que supera o patamar pré-pandemia no Brasil, sinalizam dados da Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua).


O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou o levantamento nesta quarta-feira (27).


No trimestre encerrado em agosto, o número de trabalhadores por conta própria (com e sem CNPJ) voltou a bater recorde no país, alcançando 25,4 milhões. O contingente é o maior da série histórica iniciada em 2012.


Em igual trimestre de 2019, antes da pandemia, o número de trabalhadores por conta própria era de 24,3 milhões. Ou seja, na comparação entre os dois períodos, o grupo teve variação positiva de 4,6% (mais 1,1 milhão).


Outras cinco categorias pesquisadas registraram variações negativas. Isso significa que ainda apresentam população ocupada menor ou relativamente estável frente ao pré-crise.


A maior redução, em termos percentuais, foi registrada pelos empregadores. No trimestre até agosto de 2021, o número de profissionais atuando nessa condição foi de 3,8 milhões, 12,9% abaixo de igual período de 2019 (4,3 milhões).


Também houve variações negativas na população ocupada nos seguintes setores: trabalho doméstico (-12,1%), empregados no setor privado (-6,7%), trabalho auxiliar familiar (-6,6%) e empregados no setor público (-0,7%).


Segundo economistas, o avanço do trabalho por conta própria pode ser associado principalmente aos efeitos da crise econômica.


Diante da escassez de empregos, abrir um negócio foi a alternativa de renda encontrada por parte dos trabalhadores.


"Muitas pessoas vão para essa linha porque não dependem de processos seletivos para trabalhar. Isso foi intensificado pela necessidade na pandemia", afirma o economista Rodolpho Tobler, pesquisador do FGV Ibre (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas).


A maior parcela dos profissionais por conta própria é formada por informais. Dos 25,4 milhões no trimestre até agosto, 19,4 milhões (76,3%) não tinham CNPJ. A parcela com o registro era de 6 milhões (23,7%).


Em igual trimestre de 2019, o país também tinha cerca de 19,4 milhões de trabalhadores por conta própria sem CNPJ. Esse grupo encolheu na fase inicial da pandemia, mas vem sinalizando retomada nos últimos meses.


Já a parcela com CNPJ era de 4,9 milhões no trimestre até agosto de 2019. Ou seja, avançou em torno de 23,9% durante a crise sanitária.


"Há uma tentativa de formalização dessas pessoas para ter acesso a algum tipo de benefício. Mas esse patamar tão alto do trabalho por conta própria tem a ver com o processo de saída da crise", analisa Tobler.

Segundo o IBGE, a população ocupada, em termos gerais, chegou a 90,2 milhões de pessoas no trimestre até agosto.

A marca significa crescimento de 10,4% (mais 8,5 milhões) frente a igual período de 2020. Contudo, ainda está 3,7% abaixo (menos 3,4 milhões) do mesmo intervalo de 2019.


"A gente tem uma melhora na margem no mercado de trabalho, mas ainda não é uma recuperação plena. O trabalho por conta própria é a forma que muitas pessoas encontram para se virar ou até fazer bicos", observa Sergio Vale, economista-chefe da consultoria MB Associados.


Segundo ele, o baixo desempenho da economia antes da Covid-19 já dificultava um quadro mais confortável para o emprego. Com a crise sanitária a partir de 2020, a situação se agravou, e só agora dá sinais mais positivos.


O problema, diz Vale, é que a piora recente nas projeções macroeconômicas para 2022 traz riscos adicionais para o mercado de trabalho.


Essa piora ganhou força na semana passada, após o governo Jair Bolsonaro (sem partido) decidir driblar o teto de gastos para bancar o Auxílio Brasil.


Na visão do mercado financeiro, a incerteza fiscal tende a comprometer o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) em 2022 e, consequentemente, ameaça a reação no mercado de trabalho.


Da Agência Brasil / Foto: Agência Brasil


Confaz congela ICMS sobre combustíveis por 90 dias

O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) aprovou, por unanimidade, o congelamento do valor do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) cobrado nas vendas de combustíveis por 90 dias.


A decisão foi tomada pelo colegiado em sua 339ª Reunião Extraordinária, realizada hoje (29), em Brasília.


A medida tem por objetivo colaborar com a manutenção dos preços nos valores vigentes em 1º de novembro de 2021 até 31 de janeiro de 2022.


 Por: Agência Brasil / Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Vendas do comércio cresceram 1,6% em setembro, diz Serasa Experian

As vendas no varejo do comércio físico no país tiveram alta de 1,6% em setembro em comparação ao mesmo mês do ano passado. A elevação foi impulsionada principalmente pelo setor de material de construção, que registrou a maior alta de 9,1%. Os dados divulgados hoje (28) são do indicador de Atividade do Comércio da Serasa Experian.


Além do setor de material de construção, registraram variação positiva o de supermercados, alimentos e bebidas, com elevação nas vendas de 2%; e móveis, eletrodomésticos, eletrônicos e informática (6,8%). Já os setores de combustíveis e lubrificantes; veículos, motos e peças; e tecidos, vestuário, calçados e acessórios, tiveram retração de 12,3%, 1,6% e 7,8%, respectivamente.



“É possível afirmar que o comércio brasileiro ainda sofre as consequências da instabilidade econômica. Os números poderiam ser melhores, mas com a alta da taxa Selic e da inflação no país, junto ao cenário de desemprego, os consumidores não conseguem fortalecer o poder de compra, enfraquecendo a evolução do varejo nacional”, disse o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi.


Na comparação de setembro com o mês anterior, o comércio registrou leve alta de 0,3%. De acordo com o índice, as vendas foram impulsionadas pelo setor de material de construção, que cresceu 1,7%; veículos motos e peças (1,6%); tecidos, calçados, vestuários e acessórios (1,4%). Na contramão, o segmento de combustíveis e lubrificantes e o de supermercados, alimentos e bebidas, registraram quedas de 3,3% e 1,3%, respectivamente. Móveis, eletrodomésticos, eletrônicos e informática tiveram alta de 0,8%.


Da Agência Brasil / Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Pernambuco libera horário de funcionamento de atividades sociais e econômicas

A partir da próxima segunda-feira (1), todas as atividades sociais e econômicas não terão mais horário limite para acontecer, nem dia da semana. Na prática, bares e restaurantes poderão ficar abertos madrugada à dentro e festas de aniversário, por exemplo, não terão mais horário para acabar. O anúncio foi realizado em coletiva de imprensa, nesta quinta-feira (28), pela secretária-executiva de Desenvolvimento Econômico, Ana Paula Vilaça.



“Nós passamos um período regulamentando o horário de funcionamento de cada atividade, de acordo com as dinâmicas individuais, para evitar aglomeração e risco de contaminação. Graças a esse cenário favorável da saúde e do avanço da vacinação - e aí a gente faz uma ressalva para que as pessoas continuem se vacinando, para que completem o seu esquema vacinal - hoje a gente tem o fim do limite do horário de funcionamento das atividades sociais e econômicas”, comentou Vilaça.


 

Os chamados grandes eventos também ganharam permissão para expandir sua lotação máxima. Competições esportivas, eventos sociais, culturais e corporativos, shows, bailes e vaquejadas, passam a contar com o limite de público de cinco mil pessoas ou 80% da capacidade do local, o que for menor. “Em todas as modalidades de eventos e shows ainda é preciso seguir a regra de que no mínimo 50% das pessoas presentes no espaço devem estar acomodadas em mesas e cadeiras”, acrescentou.



Está liberada a lotação de 100% da capacidade para os cinemas, teatros, circos e museus. Em relação aos cinemas, teatros e circos, será preciso realizar o controle vacinal, a partir de 300 pessoas. Os produtores de eventos podem continuar contando com a plataforma Passe Seguro, selo lançado pelo Governo de Pernambuco que certifica os aplicativos que garantem o acesso, com agilidade e segurança, a eventos e shows.


Réveillon em Noronha

Também foram divulgadas flexibilizações específicas para o Arquipélago de Fernando de Noronha. A partir desta segunda-feira, está autorizada a divulgação de festas de réveillon na ilha, inclusive em espaços públicos. Além disso, o uso de máscara em locais abertos sem aglomerações, em Fernando de Noronha, deixará de ser obrigatório a partir do dia 17 de novembro. Não há previsão de flexibilizações neste sentido para o território continental.



“Infelizmente, essa conquista não pode ser estendida ao restante do Estado, porque ainda não há condições sanitárias para tanto. Precisamos avançar mais na vacinação para que medidas como essas possam chegar ao continente. Estamos com apenas 60% da população elegível completamente imunizada e temos mais de 500 mil pernambucanos com a segunda dose em atraso”, frisou o secretário estadual de Saúde, André Longo. Em dezembro, só será permitido desembarcar no arquipélago com o esquema vacinal completo comprovado pela apresentação da carteira de vacinação digital.


Do Diario de PE / Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

quinta-feira, 28 de outubro de 2021

Jogaço entre R10 Surubim x Náutico Recife Máster vai arrecadar alimentos para a Campanha Integração Solidária no domingo (31)

Na manhã do próximo domingo, dia 31 de outubro, a partir das 9h, o Estádio Municipal Carlos Alberto de Oliveira (Coqueirão), em Surubim, recebe um jogão de bola e quem vai marcar um golaço é o torcedor. É que na partida especial entre o R10 de Surubim x Clube Náutico do Recife Máster o ingresso será um 1kg de alimento não perecível para ajudar na Campanha Integração Solidária, promovida pela Rádio Integração FM.


"Vamos rever os grandes nomes do futebol profissional pernambucano e levar uma doação ao Coqueirão, na manhã deste domingo, dia 31, no jogo festivo e social para ajudar as pessoas que estão passando por insegurança alimentar. Esse golaço para ajudar a quem precisa é todo seu", reforça a organização do evento futebolístico/solidário. 


Do Mais Casinhas

Projeto Sesc Partituras apresenta o grupo Pife Urbano

Apresentação virtual será nesta quinta-feira (28/10), às 20h, em transmissão pelo canal do Sesc Pernambuco no Youtube



O projeto Sesc Partituras traz ao público pernambucano o grupo Pife Urbano, em uma apresentação virtual nesta quinta-feira (28/10), às 20h, pelo canal oficial do Sesc Pernambuco no Youtube (www.youtube.com/sescpernambuco). No repertório, composições autorais do músico multi-instrumentista Alexandre Rodrigues, líder do grupo, que além de compositor também confecciona pífanos, um dos instrumentos mais tradicionais da cultura nordestina.



Durante a apresentação, o grupo recifense mostra uma linguagem e uma sonoridade mais contemporâneas através de arranjos e performances. Além disso, Alexandre Rodrigues vai falar sobre o conceito, arranjos e instrumentação de cada obra e sobre como surgiu o Pife Urbano. Um detalhe importante é que as partituras das composições que serão apresentadas já estão disponíveis para o público no site do projeto (http://sescpartituras.sesc.com.br).



Sesc Partituras – biblioteca virtual de música composta por partituras digitais e obras transcritas por programas de editoração musical. O site disponibiliza o acesso gratuito às partituras por meio de um sistema de busca coerente com as necessidades dos estudantes, professores, músicos e pesquisadores, incluindo, além da consulta ao catálogo com suas informações, a visualização e possibilidade de download integral de cada obra musical.




Serviço: Sesc Partituras com o grupo Pife Urbano
Data: 28 de outubro
Horário: 20h
Transmissão: canal do Sesc Pernambuco no Youtube (www.youtube.com/sescpernambuco)
Classificação indicativa: livre
Partituras disponíveis em http://sescpartituras.sesc.com.br


Da ASCOM

Feriado deve elevar em 54% movimento nos aeroportos da Infraero

Os aeroportos da Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) com voos comerciais regulares devem receber  776 mil passageiros, entre embarques e desembarques, entre amanhã ( 29) e quarta-feira (3). O movimento significa alta de 54% em relação ao registrado no mesmo feriado de finados (2 de novembro) em 2020, quando os aeroportos receberam 503.629 passageiros. 


A expectativa é que os dias de maior fluxo sejam esta sexta-feira, com 147.446 viajantes, e a próxima quarta-feira, com 156.381. No período, também são esperadas 6.089 operações de pousos e decolagens.


“A projeção foi elaborada a partir das programações informadas pelas empresas aéreas. Comparou-se o estimado para 2021 com o mesmo feriado de 2020, quando houve redução nas atividades em função da pandemia de Covid-19”, informou a Infraero, em nota.


Por causa da pandemia, a empresa ressaltou que os passageiros devem respeitar as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre distanciamento social, uso de máscara e higienização das mãos dentro dos terminais que, além de sinalizados, têm veiculado mensagens audiovisuais. 


Outra recomendação importante para evitar problemas no embarque é que os passageiros cheguem aos aeroportos com antecedência mínima de 1h30 para voos domésticos e 3h para voos internacionais.


Guia do Passageiro

Informações sobre viagens, direitos e responsabilidades do passageiro e da companhia aérea podem ser conferidas nas orientações da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A página apresenta informações sobre oferta e compra de passagem, documentos para embarque, orientações em caso de atraso, cancelamento, preterição e acessibilidade.


Da Agência Brasil / Foto: Arquivo/Agência Brasil

Nubank, avaliado em US$ 30 bilhões, prepara sua entrada em Wall Street

O Nubank anunciou nesta quarta-feira (27) em um comunicado que protocolou junto ao regulador americano um documento preparatório para sua listagem na Bolsa de Wall Street, uma nova etapa para a start-up de serviços financeiros avaliada em 30 bilhões de dólares.



David Vélez, um colombiano que já vinha do mundo das finanças, criou o Nubank em 2013, para remediar as insuficiências que via no sistema bancário brasileiro, que cobrava taxas muito altas. A ideia era criar um banco online fácil de usar, com serviços mais baratos.


O Nubank oferece principalmente cartões de débito e crédito gratuitos e um programa de fidelização, controlados pelo cliente através de um aplicativo para smartphones.


Oito anos após sua criação, a empresa tem mais de 41 milhões de clientes no Brasil, segundo resultados publicados em meados de outubro, que também mostraram que no primeiro semestre foram alcançados os primeiros lucros de sua história (76 milhões de reais).


O sucesso da fintech tornou David Vélez, que representa uma nova geração de empresários, um milionário. O CEO e sua esposa prometeram doar a maior parte de sua fortuna, estimada em 5,2 bilhões de dólares pelo site da revista Forbes.


Dotado de uma vantagem tecnológica após colocar a informática e a internet no centro de seu modelo, o Nubank também é um mestre em marketing, com sua imagem jovem e dinâmica. Em junho, a empresa recebeu em seu conselho administrativo a estrela Anitta.


Também anunciou em junho ter levantado 750 milhões de dólares de investidores liderados pela Berkshire Hathaway, o conglomerado financeiro do famoso investidor Warren Buffett. Esta nova operação elevou a avaliação da empresa para 30 bilhões de dólares.


Consultado pela AFP, o Nubank se recusou a divulgar o documento apresentado ao comitê de valores dos Estados Unidos, a Securities and Exchange Commission (SEC), por considerá-lo "confidencial", segundo comunicado publicado nesta quarta-feira.


A entrada do banco brasileiro na bolsa americana está sujeita à aprovação da SEC. A Nu Holdings, controladora do Nubank, também protocolou documento junto ao regulador brasileiro, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), para propor, paralelamente à ação em Wall Street, BDR, títulos brasileiros vinculados a empresas listadas em outro país.


Da AFP / Foto: divulgação/reprodução

Surubim transfere ponto facultativo do Dia do Servidor para 1º de novembro

A Prefeitura de Surubim transferiu o ponto facultativo alusivo ao Dia do Servidor do dia 28 de outubro para o dia 1º de novembro. O Comunicado foi publicado nos perfis das redes sociais da prefeitura nesta quarta-feira (27). A medida se estende às Repartições Públicas Municipais da Administração Direta e Indireta. 

quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Brasil cria 313,9 mil vagas com carteira assinada em setembro

Brasil criou 313.902 empregos formais em setembro, resultado da admissão de 1.780.161 pessoas e da demissão de outras 1.466.259, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério do Trabalho e Previdência nesta terça-feira (26). A geração de emprego formal em setembro acelerou na comparação com o mês de agosto, de acordo com dados do governo.


No acumulado de 2021 até setembro, a economia brasileira registra 2.512.937 de empregos criados, resultado de 14.877.024 admissões e de 12.364.087 desligamentos. Nos 12 meses até setembro, o saldo está positivo em 3.191.060. Segundo dados, o crescimento de setembro é fruto de 1,780 milhão de admissões e de 1,466 milhão de desligamentos. No acumulado do ano, foram registrados 14,877 milhões de novas contratações ante 12,364 milhões de demissões.


Os dados mostram também que o programa de manutenção do emprego e renda (BEm), que permite a suspensão de contratos de trabalho e redução de jornada e salários, com um período subsequente de estabilidade no emprego, contribui para a manutenção desses postos.


Saldo positivo em todos os setores

Em setembro de 2021, todos os setores pesquisados pelo Caged registraram saldo positivo. Novamente, Serviços teve desempenho robusto e puxou a geração de vagas: foram 143.418 postos, com 1.068.705 até setembro deste ano. Na sequência vem Indústria, com 76.169 postos, 545.651 até setembro; Comércio, com 60.809 vagas, sendo 795.595 em 12 meses. Os setores Construção civil e Agricultura foram responsáveis pela criação de 24.513 empregos e 9.084 vagas, respectivamente.


Por: Correio Braziliense / Foto: Camila Domingues/Palácio Piratini

Programa Quita Fácil da Compesa oferece até 90% de desconto para clientes com contas em atraso

O programa Quita Fácil Compesa, que oferece descontos de até 90% para os clientes da companhia com débitos, teve sua 2º edição lançada nesta terça-feira (26). Até o final deste ano, pernambucanos poderão contar com facilidades exclusivas para firmar acordos de pagamentos das contas em atraso.


Além do desconto de até 90%, o programa conta com benefícios como: parcelamento pelo cartão de crédito em até 24 vezes e sem entrada, ou parcelamento com entrada facilitada e de acordo com as condições do cliente.


Quem se interessar, poderá buscar uma das lojas de atendimento da Compesa ou realizar a negociação diretamente no aplicativo Compesa Mobile ou no site da companhia: www.compesa.com.br.


De acordo com o diretor de Mercado e Atendimento da Compesa, Carlos Júnior, a segunda edição programa Quita Fácil Compesa é uma oportunidade única para os cientes da companhia.


“Reeditamos esta ação que chega oferecendo chances reais de adimplência para os clientes Compesa, com condições de pagamento diferenciadas. No último ano, desenvolvemos algumas soluções para ajudar os pernambucanos nesse período, diante do momento financeiro delicado atravessado por muitas famílias em razão da pandemia, dentre elas, destaque para esse grande programa que oportuniza facilidades inéditas. Esperamos novamente bons resultados vindos das negociações”, afirmou.


Do Diario de PE / Foto: Divulgação/ Luís Fernando Germano

Gráfica Agreste está com oportunidade de emprego para Vendedor (a), em Surubim

Em Surubim, a Gráfica Agreste está recrutando pessoas para a função de Vendedor (a). Requisitos: ambos os sexos, ensino médio completo, domínio em informática básica, experiência em vendas,  disponibilidade de horários, pontualidade, responsabilidade e boa comunicação. Os interessados devem enviar o currículo até dia 22/11 para o e-mail: graficaagreste.recursoshumanos@gmail.com


Da Redação (Negócios & Informes)


Banda Labaredas animará a 5ª Feijoada do Jota Santos no dia 5 de dezembro em Surubim

A banda Labaredas será a principal atração da quinta edição da Feijoada do Jota Santos. O evento acontece no próximo dia 05 de dezembro, no Palhoção do Chiquita, em Jucá Ferrado, Surubim, a partir do meio-dia. Contará ainda com as participações de Zeca Cantor, Marquinhos Show, Netto Souza e Carlos Camargo. "Os ingressos são limitados. Por apenas R$15 o público terá acesso aos shows, feijoada, banho de piscina e serviço de bar com preços populares", avisa o comunicador Jota Santos, organizador da grande festa.


"É um encontro de muitos amigos, em clima de amizade, alegria, descontração, com música de qualidade e aquela feijoada maravilhosa. Além de ser um momento de reencontro e de matar a saudade", completa. Para mais informações e reserva de ingressos: (81) 99891-5706. 


Do Mais Casinhas

Com mais de 25 mil postos de trabalho, Pernambuco tem o melhor saldo na geração de empregos do Nordeste

Segundo dados divulgados nesta terça-feira (26) pelo Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), Pernambuco gerou, em setembro, 25.732 novos postos de trabalho formais. O resultado é o melhor no Nordeste e o terceiro lugar no Brasil, demonstrando um bom ritmo de retomada após o baque sofrido ao final de agosto, quando Pernambuco encerrou o segundo semestre com a pior taxa de desemprego do país (21,6%), de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua).



Em relação ao mês de agosto, quando o saldo foi de 17.215 contratações, houve um crescimento de 8.523 empregos com carteira assinada. No acumulado do ano, de janeiro a setembro, o estado possui um saldo de 70,5 mil ocupações. “Esse resultado aponta para um reaquecimento consolidado da nossa economia. Nosso Plano Retomada está percorrendo todas as regiões do Estado e continua acelerando a volta das oportunidades em todos os setores produtivos. É uma clara sinalização de que estamos no caminho certo e que devemos continuar apoiando os empreendedores e atraindo novos negócios para Pernambuco”, afirmou o governador Paulo Câmara.

O secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação, Alberes Lopes, comemorou a notícia diante de um ano tão difícil de crise causada pela pandemia. “A vacina é realmente a melhor saída para retomarmos a normalidade, para resgatar os empregos, juntamente com todas as parcerias entre o Governo do Estado e a iniciativa privada. Os números ainda vão melhorar, porque os próximos meses devem sentir o impacto do programa Emprego PE, que já cadastrou 1.802 empresas”, explicou. Cada estabelecimento inscrito no programa terá o benefício de R$ 550 por novo funcionário, o que vai estimular mais contratações.



Os dados do último mês, segundo o secretário, refletem o período de safra da cana-de-açúcar e também mostram a recuperação contínua dos serviços e comércio, setores fortes da economia pernambucana. A indústria teve um saldo positivo de 11.546 novos empregos; a agropecuária, 5.957; os serviços 4.573; o comércio, 2.495; e a construção, 1.161. As cidades pernambucanas que mais se destacaram foram Recife (3.967), Rio Formoso (2.750), Sirinhaém (2.277), Petrolina (2.232) e Ipojuca (1.512).


Cenário do Brasil

De acordo com o Novo Caged, o emprego celetista no Brasil apresentou crescimento em setembro de 2021, registrando saldo de 313.902 postos de trabalho. Esse resultado decorreu de 1.780.161 admissões e de 1.466.259 desligamentos. São Paulo está em primeiro lugar no ranking, com a geração de 84.887 postos e Minas Gerais ficou em segundo com 29.029.


Do Diario de PE / Foto: Pedro Ventura/ Agência Brasília)

terça-feira, 26 de outubro de 2021

Semana do Servidor: profissionais da Educação de Surubim participaram de palestra motivacional

Seguindo com a nossa programação da Semana do Servidor, na manhã desta terça-feira (26), os profissionais da Educação participaram de uma  palestra motivacional “A Arte do Serviço Publico Para a Educação”, ministrada pelo consultor/palestrante Eugenio Sales Queiroz.


O evento que também foi uma homenagem ao Dia do Professor, aconteceu na quadra da escola Dr. Amaro, com o objetivo de trabalhar o lado emocional dos servidores, além de estimular o despertar da consciência e gerenciar os pensamentos para um dia produtivo de trabalho.


Durante o evento, Dona Maria de Fátima Remigio recebeu uma homenagem, por ser a servidora mais antiga da Educação de Surubim, com 47 anos de profissão.



E não parou por aí. Os profissionais ainda participaram de um sorteio com diversos prêmios e de um almoço, servido para todos os presentes.


Da ASCOM Surubim

Surubim: AH CURSOS inicia turma pré-edital focada no concurso da PMPE

A instituição AH Cursos iniciou nesta segunda-feira (25), a turma pré-edital focada no próximo Concurso da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE). Acelere no caminho dos seus sonhos. "Atualmente ser aprovado em um concurso público está mais difícil. Intitulo de: profissionalização da etapa preparatório. O trabalho precisa ser sério e com muita antecedência. Por isso já iniciamos a melhor preparação possível, com os melhores professores.” Destaca o diretor do projeto AH Cursos, Antonio Helder. Reforça que ainda tem vagas disponíveis. "Ainda temos vagas. Poucas. Pois vejo que a quantidade interfere na qualidade." 


Mais informações com a AH Cursos em Surubim, podem ser adquiridas através dos fones (81) 99558-1570, (81) 99686-5095. www.instagram.com/ahcursos.

Preços de gasolina e diesel aumentam esta terça-feira nas refinarias

Os preços da gasolina e do óleo diesel vendidos nas refinarias da Petrobras aumentam a partir desta terça-feira (26), segundo anúncio feito nessa segunda-feira (25) pela estatal.


O litro da gasolina pura (ou seja, antes da mistura obrigatória com etanol anidro), sobe R$ 0,21 e chega a R$ 3,19 em média.



Considerando-se a gasolina já misturada ao álcool, a alta é de R$ 0,15. Com isso, o litro do combustível passa a custar R$ 2,33 em média.


Já o óleo diesel puro (antes da mistura com biodiesel) teve aumento médio de R$ 0,28 por litro e passa a custar R$ 3,34. O litro do diesel já misturado ao biodiesel fica R$ 0,24 mais caro, passando a custar R$ 2,94 em média.


Da Agência Brasil / Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Senac Pernambuco realiza aulão gratuito de imersão no Enem

Evento será realizado no formato híbrido, presencialmente e com transmissão on-line



Com a proximidade da realização do Enem 2021, os feras começam o período de revisões para o exame. Com o objetivo de prepará-los para a maratona, o Senac Pernambuco, por meio da Faculdade Senac (FacSenacPE), realiza, no dia 30/10, das 13h às 18h, um aulão gratuito de imersão e revisão para as provas. O evento acontecerá no formato híbrido, com aulas presenciais no auditório da FacSenacPE, no bairro de Santo Amaro, no Recife, e transmissão simultânea pelo YouTube do Senac Pernambuco (www.youtube.com/SenacPernambuco).



O encontro contará com as disciplinas de redação, química, física, biologia e matemática. Participarão do encontro os professores Pedro Gomes (Galo da Redação), Aluísio Araújo (Matinha), Andrey Freire (Biologia com o Tubarão) e Valdemar Santos (É Fácil Ver). “A ideia é termos uma tarde prazerosa e produtiva de aprendizados com metodologias inovadoras e os principais pontos de revisão e atenção para a prova”, comenta Thiago Cabral, coordenador da Faculdade Senac e organizador do aulão.



As inscrições para o evento podem ser realizadas pelo site da Faculdade Senac Pernambuco. As vagas para os interessados em assistir ao aulão presencialmente serão limitadas, em função dos protocolos de distanciamento social. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 0800.081.1688.

 

Serviço:

Aulão de Imersão no Enem | Faculdade Senac Pernambuco
Data: sábado, 30 de outubro;
Horário: das 13h às 18h;
Local: Faculdade Senac Pernambuco, na Rua do Pombal, 57, Santo Amaro;
Informações: 0800.081.1688
Evento gratuito


Da ASCOM

Todo Dia abre novas vagas em PE; confira os cargos e como se candidatar

Presente em 18 estados brasileiros, o Grupo BIG está com vagas abertas em Alagoas, Pernambuco, na Paraíba e Bahia, para atuação nas lojas do TodoDia da região. Estão disponíveis oportunidades para a atuação como gerente de loja, açougueiro, aprendiz de operador de supermercados, encarregado de seção, operador de loja e repositor. Confira as cidades que estão com vagas disponíveis em Pernambuco: Abreu e Lima, Cabo de Santo Agostinho, Caruaru, Escada, Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Recife e São Lourenço da Mata. 


Quem se interessar, terá até o dia 30 de outubro para concluir a inscrição, que deverá ser feita por meio do site: Jobs.kenoby.com/grupobig.


Grupo BIG

O Grupo Big, ex-Walmart Brasil, opera hoje com 411 unidades e mais de 50 mil funcionários em 18 estados brasileiros, além do Distrito Federal. O Grupo é o terceiro maior conglomerado de varejo alimentar do Brasil. Em julho de 2018, a Advent International anunciou a aquisição de 80% da operação Walmart Brasil. O Walmart Inc. mantém uma participação de 20% na empresa.

Do Diario de PE com a Redação (Negócios & Informes)

segunda-feira, 25 de outubro de 2021

Pernambuco imuniza 93,66% do rebanho contra a Febre Aftosa

Dezesseis municípios de todas as regiões, incluindo o Arquipélago de Fernando de Noronha, vacinaram 100% do rebanho na primeira etapa da vacinação 


Pernambuco imunizou 93,66% do rebanho de bovinos e bubalinos na primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa realizada entre maio e julho deste ano. Em números absolutos, foram vacinados 1.970.075 animais, dos quais 1.960.540 são bovinos e 9.535 bubalinos. O balanço divulgado pela Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro), autarquia vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), faz parte da pré-campanha da segunda etapa de vacinação contra a febre aftosa, que acontece de 1º a 30 de novembro.


Este ano, em virtude da pandemia, o prazo de vacinação foi estendido. Os produtores puderam vacinar até o final de junho e declarar até o dia 16 de julho.  Na primeira etapa, que visa imunizar 100% do rebanho, 16 municípios pernambucanos atingiram 100% de cobertura vacinal, sendo eles: Afrânio, Amaraji, Araçoiaba, Camaragibe, Fernando de Noronha, Gameleira, Itacuruba, Moreno, Olinda, Pombos, Primavera, Recife, Ribeirão, Rio Formoso, Sanharó e Tracunhaém.


Do total de 185 municípios, 132 superaram a meta estabelecida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e  37 não atingiram os 90% de cobertura, são eles: Abreu e Lima, Araripina, Arcoverde, Betânia, Bodocó, Buíque, Calçado, Cedro, Escada, Exu, Ferreiros, Goiana, Igarassu, Ipojuca, Ipubi, Itambé, Jaboatão dos Guararapes, Jaqueira, Jatobá, Lajedo, Moreilândia, Orocó, Ouricuri, Petrolândia, Petrolina, Santa Cruz, Santa Cruz da Baixa Verde, Santa Filomena, Santa Maria da Boa Vista, São José do Belmonte, São Lourenço da Mata, Serrita, Sirinhaém, Tacaratu, Terra Nova, Trindade e Verdejante.


“Pernambuco sempre assegura uma cobertura superior aos 90% exigidos pelo Ministério e mantém o status de área livre de aftosa com vacinação. Apesar das dificuldades os produtores fizeram a sua parte, agradeço a colaboração das prefeituras, dos criadores e dos funcionários da Adagro, que mesmo num momento de pandemia, não mediram esforços para atingir o índice de vacinação”, afirma o presidente da Adagro, Paulo Roberto Lima.


Da ASCOM

Juros para famílias e empresas sobem em setembro, diz BC

As taxas de juros estão em trajetória de elevação e famílias e empresas pagaram valores mais altos em setembro, de acordo com as Estatísticas Monetárias e de Crédito divulgadas nesta segunda-feira (25) pelo Banco Central (BC).


A taxa média de juros para pessoas físicas no crédito livre chegou a 41,3% ao ano, aumento de 0,5 ponto percentual em relação a agosto e de 3,2 pontos percentuais em 12 meses. Nas contratações com empresas, a taxa livre cresceu 0,9 ponto percentual no mês e 5,6 ponto percentual em 12 meses, alcançando 17,1% ao ano.


Depois de chegar ao menor nível da história no mês de agosto do ano passado, em 2% ao ano, a taxa Selic começou a subir em março deste ano diante do aumento da inflação e está em 6,25% ao ano, definida pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do BC.


O colegiado se reúne novamente nesta semana e deve repetir os aumentos promovidos nos últimos encontros.


A Selic é o principal instrumento utilizado pelo BC para regular a inflação. Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, a finalidade é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.


O chefe do Departamento de Estatísticas do BC, Fernando Rocha, explicou que o movimento da política monetária acontece tanto para o aumento como para a redução. “Ano passado, quando se atingiu o pico de redução [na Selic] também se viu uma redução na maior parte das modalidades de juros bancários, chegando em patamares mínimos em diversas delas”, disse.


Além desse ambiente macroeconômico, os bancos consideram outros fatores na hora de definir os juros cobrados dos consumidores, como inadimplência, perspectivas de operações, lucro e despesas administrativas. Rocha explicou, por exemplo, que as taxas de inadimplência estão estáveis e em níveis baixos e não devem estar influenciando as mudanças nos juros.


Por outro lado, como as empresas maiores, que têm risco menor, estão crescendo no mercado de capital e reduzindo as contratações de crédito no sistema financeiro, outras empresas de maior risco se tornam mais preponderantes na carteira de clientes dos bancos.


Ele explicou que não é possível quantificar esses itens agregados, mas que esse fator de mudança de perfil pode ter influência no aumento atual das taxas. Para continuar lendo, clique AQUI! (Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco)



Indústria da construção revisa projeção de crescimento para 2021

A CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção) revisou novamente para cima a projeção de crescimento do setor para 2021. Agora, a expectativa é avançar 5%, o melhor resultado dos últimos dez anos.


Em julho, a entidade já havia voltado a apostar no crescimento de 4%, previsto no início do ano, após baixar a expectativa para 2,5% em abril.


"Estamos crescendo, mas o caminho para a recuperação de nossas atividades ainda é longo. Somente para recompor a perda que assistimos desde 2014, ainda precisamos crescer 5% até 2028", diz a economista da CBIC, Ieda Vasconcelos.


A desaceleração na alta dos preços dos insumos, que começou a aparecer nos últimos dois trimestres, também colaborou para puxar a revisão, afirma Vasconcelos.


Apesar disso, mais de 54% dos empresários ainda reclamam da escassez e do alto preço dos materiais de construção. Segundo a entidade, a nova preocupação é a elevada taxa de juros.


Da Agência Brasil / Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Apenas uma em cada cinco empresas pernambucanas chegam aos dez anos, diz IBGE

Nesta sexta-feira (22), foi divulgado pelo IBGE a Demografia das Empresas e Estatísticas de Empreendedorismo referente ao ano de 2019. Segundo o levantamento, o número de unidades locais (filiais de empresas) ativas aumentou 4,6% em Pernambuco em relação a 2018, chegando a 125.443 mil estabelecimentos no período. É o maior número desde 2013, quando havia 131,5 mil companhias em atividade. Por outro lado, o estudo também demonstrou que apenas uma em cada cinco unidades locais nascidas em 2009 conseguiram completar dez anos de existência em 2019.


A pesquisa, que utiliza o Cadastro Central de Empresas (Cempre) como base de dados, sofreu uma alteração em sua metodologia e passou a incorporar também os números fornecidos pelas empresas ao eSocial, que substitui gradativamente a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS). Isso pode explicar parte da alta no número de empresas ativas. São consideradas somente as entidades empresariais, excluindo os microempreendedores individuais (MEIs), órgãos da administração pública, entidades sem fins lucrativos e as organizações internacionais que atuam no país.


Entre as mais de 125 mil unidades locais (ULs) ativas em 2019, 98.649 mil foram fundadas em anos anteriores, o que representa uma taxa de sobrevivência de 78,6%. A pesquisa também mostra que 26.794 estabelecimentos entraram no mercado em 2019, sendo 21.102 nascimentos e 5.692 reativações, totalizando uma taxa de entrada de 21,4%. No total, 21.301 mil unidades locais saíram do mercado, com taxa de saída de 17%. 


Ainda de acordo com o estudo, apenas 20% das unidades locais de empresas nascidas em 2009 conseguiram completar dez anos de existência em 2019. Esse percentual está abaixo da média brasileira (22,9%) e da média do Nordeste (20,9%). Também é o terceiro menor percentual regional, atrás somente do Ceará (19,2%) e do Maranhão (18,3%).


Em quatro das vinte atividades econômicas consideradas pelo levantamento, a taxa de saída das unidades locais foi maior do que a taxa de entrada, ou seja, mais estabelecimentos fecharam do que abriram. O setor de outras atividades de serviços teve a maior diferença, com taxa de entrada de 19,5% e taxa de saída de 25,1%. Isso significa que, proporcionalmente, esse foi o segmento que mais perdeu ULs entre 2018 e 2019. 


No alojamento e alimentação, a taxa de entrada foi de 20,2%, enquanto a taxa de saída foi de 21,6%. No comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas, a taxa de entrada foi de 18,1%, versus 19,1% de taxa de saída. Nas indústrias de transformação, a diferença foi menos intensa: 16,8% de taxa de entrada e 17,5% de taxa de saída. Essas três últimas atividades econômicas são as que mais concentram unidades locais e trabalhadores assalariados. O comércio, sozinho, compõe 45% de todas as ULs de Pernambuco. 


De acordo com a Demografia das Empresas e Estatísticas de Empreendedorismo, as unidades locais ativas em Pernambuco empregavam pouco mais de 1 milhão de pessoas assalariadas, e esse número se manteve estável entre 2018 e 2019. As empresas sobreviventes, com ao menos um ano de atuação, absorveram 95,2% desses trabalhadores. O comércio é o setor que mais emprega no estado, com 288,6 mil postos de trabalho ou 27,4% do total; em segundo lugar, vem a indústria, com 189,4 mil vagas (18% do total) e, na sequência, as atividades administrativas e serviços complementares, com 143,4 mil vagas (13,6% do total).


O salário médio pago aos trabalhadores dos estabelecimentos ativos é R$ 1.903 por mês, o segundo maior valor de todo o Nordeste, atrás apenas da Bahia. As empresas sobreviventes pagam ligeiramente mais: R$ 1.922. No entanto, se for considerado o salário médio pago apenas pelas empresas que entraram no mercado em 2019, o montante é bem menor: R$ 1.289, o quinto pior montante da região. No total, as unidades locais pernambucanas pagam R$ 25,9 bilhões em salários e outras remunerações, sendo R$ 6 bilhões no comércio e R$ 5 bilhões na indústria.


Do Diario de PE / Foto: Divulgação / Luís Fernando Germano


domingo, 24 de outubro de 2021

TJPE inaugura novas instalações da reforma do Fórum de Surubim

Na tarde de quinta-feira (21.10), a Presidência do TJPE inaugurou as novas instalações da reforma do Fórum Bel. Dídimo Gonçalves Guerra, em Surubim. A reforma consistiu em uma revitalização geral do prédio já existente. Na Comarca, também serão instaladas uma Vara Criminal e uma unidade de Juizado Especial Cível e das Relações de Consumo. 


A nova Vara Criminal de Surubim inicia a sua atuação com um acervo de 4.168 processos. Destes, 1.972 são oriundos das ações criminais da 1ª Vara de Surubim e 2.196 processos redistribuídos pela 2ª Vara da Comarca. O diretor do Fórum da Comarca, juiz Paulo César Oliveira de Amorim vai presidir os trabalhos de instalação da Vara Criminal, bem como do Juizado Especial Cível e das Relações de Consumo da referida comarca.

Confira o álbum completo com imagens da solenidade feitas pelo Comunicador Marcílio Costa, clique AQUI!


Do TJPE / Foto:  Marcílio Costa/Gerando Notícias

E quem nunca se isolou? Trabalhadores essenciais celebram o fim de uma restrição que nunca os tocou

Se para quem fez isolamento a sensação agora é de receio, para quem não parou de trabalhar a sensação é de desafogo. "É muito bom ver o pessoal voltando. A sensação agora é de alívio", informou Erick José da Silva, 26, frentista. Para ele, o principal problema durante períodos de menor flexibilização da pandemia foi a insegurança.  


Durante o período de lockdown, Erick entrou, por cinco meses, na parcela de trabalhadores que foram afastados do trabalho com um corte de 50% do salário permitido pela Medida Provisória do Governo Federal. Durante o afastamento, seu principal receio era não voltar mais. 


“Familiares meus, em um momento da pandemia, ficaram desempregados porque a empresa não estava em condições de manter todos os funcionários. O posto continuou a funcionar, mas a gente também teve risco de ficar parado, de ficar desempregado porque o movimento era zero”, informou o frentista. 


O alívio relatado por Erick tem uma justificativa válida. No momento atual, Pernambuco conta com tendência de queda nos números de casos e mortes causadas pela Covid-19. Por isso, o Governo do Estado autorizou uma maior flexibilização de serviços. Para o frentista, há uma justificativa para a redução da sua insegurança: “Depois que a vacina avançou, as coisas melhoraram bastante. O trabalho já voltou ao número normal de pessoas comprando combustíveis”, informou.


Em Pernambuco, no mês de julho, 58% dos registros de casos graves da Covid-19 foram em pessoas não vacinadas e 31,6% eram pacientes que só tomaram uma dose do imunizante, sem completar o esquema vacinal. 


De acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo, os dados apresentam a real dimensão da importância de se vacinar. “A vacinação, com o ciclo completo, é a melhor estratégia para evitarmos casos graves e mortes pelo coronavírus”, informou em uma coletiva de imprensa realizada em agosto.


“Familiares meus, em um momento da pandemia, ficaram desempregados porque a empresa não estava em condições de manter todos os funcionários. O posto continuou a funcionar, mas a gente também teve risco de ficar parado, de ficar desempregado porque o movimento era zero”, informou o frentista. 


O alívio relatado por Erick tem uma justificativa válida. No momento atual, Pernambuco conta com tendência de queda nos números de casos e mortes causadas pela Covid-19. Por isso, o Governo do Estado autorizou uma maior flexibilização de serviços. Para o frentista, há uma justificativa para a redução da sua insegurança: “Depois que a vacina avançou, as coisas melhoraram bastante. O trabalho já voltou ao número normal de pessoas comprando combustíveis”, informou.


Em Pernambuco, no mês de julho, 58% dos registros de casos graves da Covid-19 foram em pessoas não vacinadas e 31,6% eram pacientes que só tomaram uma dose do imunizante, sem completar o esquema vacinal. 


De acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo, os dados apresentam a real dimensão da importância de se vacinar. “A vacinação, com o ciclo completo, é a melhor estratégia para evitarmos casos graves e mortes pelo coronavírus”, informou em uma coletiva de imprensa realizada em agosto. Para continuar lendo, clique AQUI!  Foto: Greg / Artes / Folha de Pernambuco

Número de unidades locais em 2019 é o maior em seis anos em Pernambuco, diz IBGE

O número de unidades locais (filiais de empresas) ativas aumentou 4,6% em Pernambuco entre os anos de 2018 e 2019, chegando a 125.443 mil estabelecimentos no período. É o maior número desde 2013, quando havia 131,5 mil companhias em atividade. Os números são da Demografia das Empresas e Estatísticas de Empreendedorismo 2019, divulgada nesta sexta-feira pelo IBGE.  



O levantamento considera somente as entidades empresariais, excluindo os microempreendedores individuais (MEIs), órgãos da administração pública, entidades sem fins lucrativos e as organizações internacionais que atuam no país.


A pesquisa, utiliza o Cadastro Central de Empresas (Cempre) como base de dados, sofreu uma alteração em sua metodologia e passou a incorporar também os números fornecidos pelas empresas ao eSocial, que substitui gradativamente a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS). Isso pode explicar parte da alta no número de empresas ativas.


Entre as mais de 125 mil unidades locais (ULs) ativas em 2019, 98.649 mil foram fundadas em anos anteriores, o que representa uma taxa de sobrevivência de 78,6%. A pesquisa também mostra que 26.794 estabelecimentos entraram no mercado em 2019, sendo 21.102 nascimentos e 5.692 reativações, totalizando uma taxa de entrada de 21,4%. No total, 21.301 mil unidades locais saíram do mercado, com taxa de saída de 17%.


Ainda de acordo com o estudo, apenas 20% das unidades locais de empresas nascidas em 2009 conseguiram completar dez anos de existência em 2019. Esse percentual está abaixo da média brasileira (22,9%) e da média do Nordeste (20,9%). Também é o terceiro menor percentual regional, atrás somente do Ceará (19,2%) e do Maranhão (18,3%).


Em quatro das vinte atividades econômicas consideradas pelo levantamento, a taxa de saída das unidades locais foi maior do que a taxa de entrada, ou seja, mais estabelecimentos fecharam do que abriram. O setor de outras atividades de serviços teve a maior diferença, com taxa de entrada de 19,5% e taxa de saída de 25,1%. Isso significa que, proporcionalmente, esse foi o segmento que mais perdeu ULs entre 2018 e 2019.


No alojamento e alimentação, a taxa de entrada foi de 20,2%, enquanto a taxa de saída foi de 21,6%. No comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas, a taxa de entrada foi de 18,1%, versus 19,1% de taxa de saída. Nas indústrias de transformação, a diferença foi menos intensa: 16,8% de taxa de entrada e 17,5% de taxa de saída. Essas três últimas atividades econômicas são as que mais concentram unidades locais e trabalhadores assalariados. O comércio, sozinho, compõe 45% de todas as ULs de Pernambuco.


De acordo com a Demografia das Empresas e Estatísticas de Empreendedorismo, as unidades locais ativas em Pernambuco empregavam pouco mais de 1 milhão de pessoas assalariadas, e esse número se manteve estável entres 2018 e 2019. As empresas sobreviventes, com ao menos um ano de atuação, absorveram 95,2% desses trabalhadores. O comércio é o setor que mais emprega no estado, com 288,6 mil postos de trabalho ou 27,4% do total; em segundo lugar, vem a indústria, com 189,4 mil vagas (18% do total) e, na sequência, as atividades administrativas e serviços complementares, com 143,4 mil vagas (13,6% do total).


O salário médio pago aos trabalhadores dos estabelecimentos ativos é R$ 1.903 por mês, o segundo maior valor de todo o Nordeste, atrás apenas da Bahia. As empresas sobreviventes pagam ligeiramente mais: R$ 1.922. No entanto, se for considerado o salário médio pago apenas pelas empresas que entraram no mercado em 2019, o montante é bem menor: R$ 1.289, o quinto pior montante da região. No total, as unidades locais pernambucanas pagam R$ 25,9 bilhões em salários e outras remunerações, sendo R$ 6 bilhões no comércio e R$ 5 bilhões na indústria.


Da Folha de PE / Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Vendas do Tesouro Direto superam resgates em R$ 1,238 bi em setembro

As vendas de títulos do Tesouro Direto superaram os resgates em R$ 1,238 bilhão em setembro deste ano. De acordo com os dados do Tesouro Nacional divulgados hoje (22), as vendas do programa atingiram R$ 2,882 bilhões no mês passado. Já os resgates totalizaram R$ 1,644 bilhão, todos relativos a recompras de títulos públicos. Não houve resgates por vencimento, quando o prazo do título acaba e o governo precisa reembolsar o investidor com juros.


Os títulos mais procurados pelos investidores foram aqueles corrigidos pela taxa básica de juros, a Selic, que corresponderam a 46,2% do total. Os títulos vinculados à inflação (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA), tiveram participação de 38,4% nas vendas, enquanto os prefixados, com juros definidos no momento da emissão, de 15,3%.


O estoque total do Tesouro Direto alcançou R$ 71,77 bilhões no fim de setembro, um aumento de 2,8% em relação ao mês anterior (R$ 67,83 bilhões) e de 16,% em relação a setembro do ano passado (R$ 61,49 bilhões).


Investidores

Em relação ao número de investidores, 634.578 novos participantes se cadastraram no programa no mês passado. O número total de investidores atingiu 13.100.474, alta de 56,2% nos últimos 12 meses. O total de investidores ativos (com operações em aberto) chegou a 1.668.145, aumento de 22,7% em 12 meses. No mês, o acréscimo foi de 32.888 novos investidores ativos.


A utilização do Tesouro Direto por pequenos investidores pode ser observada pelo considerável número de vendas até R$ 5 mil, que correspondeu a 83,7% do total de 458.245 operações de vendas ocorridas em agosto. Só as aplicações de até R$ 1 mil representaram 64,5%. O valor médio por operação foi de R$ 6.291.


Os investidores estão preferindo papéis de médio prazo. As vendas de títulos com prazo de um a cinco anos representaram 62% e aquelas com prazo de 5 a 10 anos, 27,3% do total. Os papeis de mais de dez anos de prazo chegaram a 10,7% das vendas.


O balanço completo do Tesouro Direto está disponível na página do Tesouro Nacional na internet.


Fonte de recursos

O Tesouro Direto foi criado em janeiro de 2002 para popularizar esse tipo de aplicação e permitir que pessoas físicas pudessem adquirir títulos públicos diretamente do Tesouro Nacional, pela internet, sem intermediação de agentes financeiros. O aplicador só precisa pagar uma taxa para a corretora responsável pela custódia dos títulos.


Mais informações podem ser obtidas no site do Tesouro Direto.


A venda de títulos é uma das formas que o governo tem de captar recursos para pagar dívidas e honrar compromissos. Em troca, o Tesouro Nacional se compromete a devolver o valor com um adicional que pode variar de acordo com a Selic, os índices de inflação, o câmbio ou uma taxa definida antecipadamente no caso dos papéis prefixados.


Da Agência Brasil /  Foto: Marcelo Casal Jr/Agência Brasil

Acompanhe-nos no Facebook


Publicidade


!

!
!
!

!

!

!

!

!

!
!
!
!
!

!
! !

Você é o Visitante:

Acessos em Tempo Real

Previsão do Tempo em Surubim

Blogs e Sites Parceiros

Arquivo do blog

Curta Nossa FanPage - Muito Obrigado!

Internautas On Line

(81) 9925.8297 // negocioseinformes@gmail.com