© 2014 - Todos os Direitos Reservados ao Blog Negócios e Informes. Tecnologia do Blogger.

sábado, 5 de dezembro de 2020

Pernambuco registra queda de 17,2% no valor gasto em restaurantes

Já o valor gasto no segmento de supermercados apresentou um aumento de 4,25%


Pernambuco apresentou queda de 17,2% no valor gasto em restaurantes e aumento de 4,2% no valor gasto em supermercados, no mês de outubro, em comparação ao mesmo período do ano passado, de acordo com uma pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), em parceria com a bandeira Alelo, sobre os impactos da Covid-19. Os dados tiveram como base os Índices de Consumo em Supermercados e Restaurantes, calculados a partir da utilização dos cartões Alelo Alimentação e Refeição. 


Segundo os Índices de Consumo em Supermercados (ICS), as vendas continuam sendo menos afetadas pela pandemia e pelas medidas contingenciais, mesmo ainda apresentando resultados negativos em alguns aspectos, como a redução no número de transações, com queda de 11,8%. Além do aumento de 4,2% no valor gasto nos estabelecimentos, houve um aumento de 1,8% no número de estabelecimentos que realizaram transações no mês de outubro, em relação ao mesmo período do ano passado.


De acordo com o presidente da Alelo, Cesario Nakamura, mesmo com o aumento do consumo em supermercados, os números ainda não retornaram aos índices antes da pandemia. “Comparado aos meses anteriores, o último mês apresentou uma melhora no consumo no segmento de supermercados em relação ao mesmo período do ano passado. Por outro lado, a análise dos indicadores revela também que o volume de transações ainda não retomou os patamares do período pré-pandemia”, destacou o presidente.


Já os índices de Consumo em Restaurantes (ICR) apresentaram evolução quando se trata do consumo de refeições prontas nos estabelecimentos e nos serviços de delivery, além de retirada para viagem. Já os atendimentos presenciais, em comparação com o mesmo período de 2019, registraram queda de 17,2%, enquanto a média nacional foi de 23,2%. Apesar disso, há um progresso no valor, comparado ao mês de setembro, que apresentou uma diminuição de 21%. O volume de transações também diminuiu, apresentando 38,5% de queda, enquanto o número de estabelecimentos que registraram operações registrou -10,3%.


Segundo o Presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), André Araújo, o delivery é uma opção de aumentar as vendas, mesmo não resolvendo o problema. “Recorrer ao delivery tem sido a tábua de salvação de muitos restaurantes. Essa mudança de hábito acabou favorecendo, mas não resolvendo o problema. Uma pesquisa realizada recentemente mostra que mais da metade dos restaurantes ainda estão trabalhando no prejuízo, isso se deve ao baixo movimento e também a queda da própria atividade econômica”, destacou o presidente.


Com base no valor gasto em restaurantes, é possível perceber que as regiões mais impactadas em outubro foram Sudeste (-23,6%) e Sul (-23,5%). As regiões que sofreram menos impacto foram Norte (-16,4%) e Nordeste (-20,2%). O consumo na região Centro-Oeste ocupou posição intermediária no ranking, com variação de -21,5%. 


Da Folha de PE / Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Acompanhe-nos no Facebook


Publicidade


!

!
!
!

!

!

!

!

!

!
!
!
!
!

!
! !

Você é o Visitante:

Acessos em Tempo Real

Previsão do Tempo em Surubim

Blogs e Sites Parceiros

Arquivo do blog

Curta Nossa FanPage - Muito Obrigado!

Internautas On Line

(81) 9925.8297 // negocioseinformes@gmail.com