© 2014 - Todos os Direitos Reservados ao Blog Negócios e Informes. Tecnologia do Blogger.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Brasil terá o 1º híbrido flex do mundo

Prius híbrido flexFoto: Divulgação
Criador do etanol, o Brasil também vai fabricar o primeiro veículo híbrido flex do mundo. O modelo será equipado com um motor de combustão interna flexfuel que difere dos outros propulsores híbridos porque, além de rodar com eletricidade e gasolina, aceita etanol. E será produzido pela Toyota a partir de 2019 com investimentos da ordem de R$ 1 bilhão. 

A produção do híbrido flex foi confirmada em cerimônia que contou até com a presença do presidente Michel Temer em Brasília. “Este é um trabalho que envolveu diversos agentes, como governo, entidades, fornecedores, concessionários e, claro, nossos colaboradores. Além disso, destaca o Brasil no cenário mundial das alternativas para a eletro mobilidade, como produtor de um dos automóveis mais limpos do mundo, em consonância com o Programa Rota 2030”, explicou o presidente da Toyota do Brasil, Rafael Chang.

Ele contou que esta tecnologia vem sendo desenvolvida pelos engenheiros brasileiros da Toyota, em parceria com a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) e com universidades brasileiras, há meses. Construída sob a plataforma do Prius, a novidade chegou até a ser testada em uma viagem de 1,5 mil quilômetros entre São Paulo e Brasília. E a Toyota garante que o motor híbrido flex registrou bons índices de eficiência e dirigibilidade neste teste de longa duração. 

A montadora ainda afirma que, como o etanol é um combustível de fonte 100% renovável, o híbrido flex possui baixíssimos níveis de emissões e uma enorme capacidade de reabsorção dos impactos do gás carbono. Essa compensação, por sinal, acontece em toda a cadeia produtiva do etanol, desde sua extração da cana-de-açúcar, até as bombas de abastecimento e a queima no processo de combustão do carro. Por isso, cálculos da Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA) indicam que, ao utilizar o biocombustível, o veículo emite apenas um terço das emissões geradas pelos veículos elétricos que circulam na Europa. 

É por isso que a Toyota deve investir até R$ 1 bilhão nas suas unidades brasileiras para ampliar a produção de carros híbridos a partir do próximo ano. A montadora ainda não confirmou, porém, qual fábrica vai receber os investimentos. Apesar de todos os testes do novo motor terem sido realizados no Prius, os japoneses também não confirmaram se é este modelo que vai receber o primeiro motor híbrido flex do mundo. Há, inclusive, comentários de que o Corolla pode inaugurar a novidade no âmbito comercial. É que o início da produção do motor híbrido flex deve começar no fim de 2019, justamente quando a nova geração do sedã deve ser apresentada no Brasil.

Da Folha de PE

Acompanhe-nos no Facebook


Publicidade


!

!
!
!

!

!

!

!

!

!

!

!

!
!
!
!
!

!

!
!

Você é o Visitante:

Acessos em Tempo Real

Previsão do Tempo em Surubim

Blogs e Sites Parceiros

Curta Nossa FanPage - Muito Obrigado!

Internautas On Line

(81) 9925.8297 // negocioseinformes@gmail.com