© 2014 - Todos os Direitos Reservados ao Blog Negócios e Informes. Tecnologia do Blogger.

segunda-feira, 8 de novembro de 2021

Transporte público vai pressionar inflação em 2022

Depois do aumento da gasolina, da conta de luz e dos alimentos, o ano de 2022 deve ter mais um fator de pressão no orçamento dos brasileiros e na inflação: o reajuste das tarifas de transporte público.


Durante a pandemia, o aumento no preço do diesel, a redução do número de passageiros transportados e a pressão por reajustes salariais de motoristas e cobradores colocam as prefeituras diante de uma equação difícil de resolver: repassar o aumento de preços para a população ou subsidiar o transporte.


Segundo as empresas de transporte urbano, o déficit acumulado na pandemia chega a R$ 17 bilhões. Se o reajuste fosse passado integralmente ao consumidor, isso significaria um aumento de 40% a 50% nos preços das passagens, o que é considerado inviável tanto do ponto de vista político como econômico.


Com uma inflação acumulada de 10,25% em 12 meses até setembro, o reajuste de tarifas de ônibus, metrô e trem pode pressionar ainda mais o IPCA no próximo ano. De outro lado, conceder subsídio poderia afetar as contas públicas de prefeituras.


Da Folha de PE / Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Acompanhe-nos no Facebook


Publicidade


!

!
!
!

!

!

!

!

!

!
!
!
!
!

!
! !

Você é o Visitante:

Acessos em Tempo Real

Previsão do Tempo em Surubim

Blogs e Sites Parceiros

Arquivo do blog

Curta Nossa FanPage - Muito Obrigado!

Internautas On Line

(81) 9925.8297 // negocioseinformes@gmail.com