© 2014 - Todos os Direitos Reservados ao Blog Negócios e Informes. Tecnologia do Blogger.

sexta-feira, 22 de novembro de 2019

Pernambuco é líder no Nordeste em criação de postos formais em outubro

Carteira de trabalhoFoto: Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas
O saldo da criação de postos de trabalho com carteira assinada no País ficou pelo sétimo mês consecutivo positivo no mês passado. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados quinta-feira pela Secretaria de Trabalho da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, em outubro, o Brasil abriu 70,8 mil novas vagas de trabalho. Em sintonia com os números nacionais, o recorte regional coloca Pernambuco como líder na criação de vagas formais do Nordeste, com saldo positivo de 5,1 mil postos.

Dos oito setores econômicos do Caged, seis apresentaram saldo positivo no período. Entre os destaques, os que concentram as demandas de fim de ano do ponto de vista da produção e consumo, como indústria da transformação (1.903), comércio (1.291) e serviços (1.197). “Lembrando que em 2018 no mesmo período o varejo criou apenas 361 vagas, ou seja, crescimento de 225% quando se compara outubro de 2018. Isto se traduz como reflexo de confiança em alta dos empresários, da política de incentivo ao consumo do governo, além da tradicional preparação para o fim de ano e da chegada do 13 ° salário”, analisa o economista da Fecomércio-PE, Rafael Ramos.

A secretária executiva de Desenvolvimento Econômico, Maíra Fischer, atenta que além da criação de postos, o mês de outubro teve outro aspecto que torna os dados ainda mais positivos. “ Os grandes setores da economia, todos foram positivos e isso é um dado que a gente comemora, porque conseguimos não concentrar em um único, mas em todos os grandes setores”, frisa a secretária.

De acordo com as projeções dos especialistas, por mais que esse movimento de contratação reflita a demanda natural do último trimestre do ano, com os contratos temporários de trabalho, a estimativa de efetivação é positiva. É que, diferente de 2018, quando apenas 10% dos empresários esperavam efetivar o temporário, para 2020, a estimativa está em torno de 25%. “A confiança do empregador que no ano que vem teremos uma melhoria no consumo espelhado pelas previsões de aumento do PIB, que deve ser de 2,5%, faz com que se amplie a projeção de efetivação dos temporários. Uma prova que o que gera desenvolvimento econômico é o crescimento econômico, não modificações na legislação trabalhista”, destaca o professor de graduação e pós-graduação do Centro Universitário Tiradentes (Unit-PE), Edgar Leonardo.

Para o secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco, Alberes Lopes, "o saldo de empregos com carteira assinada é muito importante para os pernambucanos e o resultado deste mês deixa todo o governo estadual feliz”.

Município
Olinda foi o que mais criou vagas formais em outubro em Pernambuco, com 721 postos com carteira assina. O Recife ficou em segundo lugar, com 656, seguido de Petrolina, com 403 vagas abertas.

Da Folha de PE

Acompanhe-nos no Facebook


Publicidade


!

!
!
!

!

!

!

!

!

!

!

!

!
!
!
! !
!

!

!
! !

Você é o Visitante:

Acessos em Tempo Real

Previsão do Tempo em Surubim

Blogs e Sites Parceiros

Curta Nossa FanPage - Muito Obrigado!

Internautas On Line

(81) 9925.8297 // negocioseinformes@gmail.com