© 2014 - Todos os Direitos Reservados ao Blog Negócios e Informes. Tecnologia do Blogger.

quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Pernambuco ganhará mais seis projetos estratégicos

Tecelagem e centros de importação/distribuição do Big Bompreço
são os contemplados. Foto: Rhudá Jardim/Sdec
Menos de um mês após a última reunião do Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e de Serviços (Condic), a entidade voltou a encontrar-se na manhã desta quarta (21), em seção extraordinária, para anunciar a aprovação de outros seis projetos estratégicos. No final de julho, já havia ocorrido a aprovação de 20 deles, prioritariamente na área industrial. Desta vez, a 107ª reunião do Conselho objetivou a aprovação de demandas com curto prazo de implantação. São elas a indústria da Nova Tecelagem e Fiação e outros cinco que visam a ampliação das operações do grupo Big Bompreço no Estado, na área de importação/atacado.

No início de agosto, o governador já havia assinado o protocolo de intenções com a diretoria da tecelagem que promete investir R$ 100 milhões na construção de uma fábrica em Bezerros, no Agreste do Estado para interagir com o polo de confecções da região. A operação deve gerar 545 empregos diretos. As obras da empresa do grupo Santana Textiles devem ter início em dezembro e previsão de três anos para conclusão. O funcionamento efetivo, entretanto, deve acontecer apenas a partir de 2020, quando serão empregados cerca de 250 funcionários. Atualmente, a empresa gera cerca de 2,2 mil empregos diretos e possui uma unidade têxtil na cidade de Horizonte, interior do Ceará, com capacidade produtiva aproximada de 3,5 milhões de metros/mês de tecido. Há projeções de que, até o final de 2021, sejam produzidos, mensalmente, em Pernambuco, 1,2 milhão de metros de tecido Denim e 700 mil quilos de fios. Estes itens serão aplicados na produção de malharia como cotton, meias e moletons, além de tecelagem (artigos para cama, mesa e banho).

O Big Bompreço, por sua vez, investirá em projetos de ampliação do comércio importador atacadista. São cinco importadoras, três em Jaboatão dos Guararapes. No Cabo de Santo Agostinho, o grupo visa implantar um centro e ampliar outro no mesmo segmento. As importações anuais previstas com estas novas operações são de mais de R$ 173.264 milhões, ao passo que a previsão de recolhimento anual de ICMS é superior a R$ 11 mi. Em julho do ano passado, o Fundo de Investimento Advent adquiriu 80% do grupo BIG, que voltou, na última semana, a adotar o nome Bompreço nos seus hipermercados nordestinos. Em Pernambuco, são nove, localizados no Recife, RMR, Caruaru e Petrolina. A partir de agora, a companhia chama-se Grupo Big e promete investir mais de 1,2 bilhão de reais na modernização e ampliação de suas lojas nos próximos 18 meses. Continue lendo, clique AQUI!

Acompanhe-nos no Facebook


Publicidade


!

!
!
!

!

!

!

!

!

!

!

!

!
!
!
! !
!

!

!
! !

Você é o Visitante:

Acessos em Tempo Real

Previsão do Tempo em Surubim

Blogs e Sites Parceiros

Curta Nossa FanPage - Muito Obrigado!

Internautas On Line

(81) 9925.8297 // negocioseinformes@gmail.com