© 2014 - Todos os Direitos Reservados ao Blog Negócios e Informes. Tecnologia do Blogger.

quarta-feira, 29 de setembro de 2021

Pecuária tem alta de 16,5% em Pernambuco; produção leiteira bateu recorde

Pernambuco fechou o ano de 2020 com aumento de 16,5% no valor da produção em produtos de origem animal. Isso representa um montante de R$ 2,8 bilhões. A alta da produção foi puxada, no Estado, pelo leite, que chegou a 1,62 bilhão de litros produzidos, maior volume já registrado. Os dados são da Pesquisa da Pecuária Municipal 2020, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Ainda segundo a pesquisa, a produção leiteira em Pernambuco ocupou a segunda posição no Nordeste, atrás apenas da Bahia. Isso representa 60% de todo o valor de produção com produtos de origem animal no Estado. 


Além disso, a caprinocultura e ovinocultura se destacaram em 2020 e bateram recorde. Já a produção de ovos de galinha teve redução de 2,1%, em comparação com 2019.


Apesar da queda, o Estado manteve a 6ª posição no ranking nacional quanto ao valor da produção de ovos. 


“O principal motivo para a queda na produção de ovos e galináceos foi a alta do dólar, que elevou os custos de produção e levou os pequenos produtores a abandonarem o ramo", explica Igor Livera Reyes, técnico em informações geográficas e estatísticas do IBGE. 


Ainda de acordo com Reyes, o setor sofreu bastante no início da pandemia, pois muitos bares e restaurantes suspenderam a compra de laticínios. “Os produtores também ficaram receosos por não saberem em que ritmo os produtos seriam repostos nos supermercados. No entanto, à medida que a flexibilização do distanciamento social foi colocada em prática, a produção voltou ao ritmo de antes”, diz.



Segundo a Pesquisa Pecuária Municipal, a aquicultura no estado arrecadou, no total, R$ 197 milhões em valor de produção em 2020.


Aproximadamente três quartos desse valor, ou R$ 145 milhões, vieram do cultivo da tilápia, concentrado no Sertão de Itaparica, banhado pelo Rio São Francisco. Pernambuco ficou em quinto lugar nacional tanto em valor de produção quanto no número de toneladas do peixe: 19,7 milhões, mesma quantidade de 2019.


Em volume de produção, Petrolândia engloba, sozinha, quase metade do cultivo de tilápia de todo o estado, com 8 mil toneladas, seguida por Jatobá, com 6,8 mil toneladas, e Itacuruba, com 2,1 mil toneladas. Juntos, os três municípios são responsáveis por 86,9% do volume produzido em PE. 


O camarão é o segundo produto da aquicultura mais abundante no estado. O Nordeste é responsável por 99,6% da carcinicultura brasileira e Pernambuco manteve o sexto lugar no ranking nacional de produção em 2020, com 2,7 mil toneladas, praticamente estável em relação a 2019. 


Mesmo assim, o valor de produção da carcinicultura caiu 15,7% entre um ano e outro, chegando a R$ 45 milhões. Goiana, na Mata Norte, é o município que mais produziu camarão no estado, com 1,5 mil toneladas, e responde sozinho por 56,4% do total de Pernambuco.


Da Folha de PE / Foto: Agência Brasil

Acompanhe-nos no Facebook


Publicidade


!

!
!
!

!

!

!

!

!

!
!
!
!
!

!
! !

Você é o Visitante:

Acessos em Tempo Real

Previsão do Tempo em Surubim

Blogs e Sites Parceiros

Arquivo do blog

Curta Nossa FanPage - Muito Obrigado!

Internautas On Line

(81) 9925.8297 // negocioseinformes@gmail.com