© 2014 - Todos os Direitos Reservados ao Blog Negócios e Informes. Tecnologia do Blogger.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2020

Turismo se recupera em Pernambuco, mas ficará abaixo de 2019

O turismo em Pernambuco vem retomando as atividades gradualmente depois de sofrer os fortes impactos por conta da pandemia do coronavírus. Por um lado, a movimentação no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes - Gilberto Freyre vem crescendo mês a mês, com expectativas de ter 5.151 voos, entre pousos e decolagens, em dezembro, segundo dados da Anac. O número de frequências é 23,5% maior em relação a novembro. Por outro lado, apesar da recuperação mais forte no segundo semestre, o fechamento do ano promete revelar os efeitos da pandemia. A estimativa é que a quantidade de passageiros seja de cerca de 50% do que foi registrado em 2019 e a taxa de ocupação hoteleira no estado deve girar em torno de 70% da registrada no ano passado. 


De acordo com os dados da Anac, tabulados pela Unidade de Estudos e Pesquisas da Empetur, a estimativa chega a uma média diária de 166 pousos e decolagens no aeroporto da capital do Nordeste. O número é maior do que dos terminais de Salvador, com 145 voos, e Fortaleza, com 79. "Essa é a vocação que foi construída e que coloca Pernambuco sempre à frente dos demais estados do Nordeste, como Ceará e Bahia. A nossa malha aérea vem sendo reconstruída de maneira gradual, mas estamos avançando. A Azul, por exemplo, vai reconstruir toda a malha em janeiro e vai ter o mesmo número de voos de antes da pandemia", disse Rodrigo Novaes, secretário de Turismo de Pernambuco. 


Em dezembro, o aeroporto do Recife vai interligar 31 destinos nacionais, além disso um destino internacional também já está em operação e outro está autorizado para retomar. "Já recuperamos todos os destinos nacionais. De internacional, a TAP já está interligando Lisboa, em Portugal, e já tem autorização para a Cabo Verde voltar a voar a partir daqui para a Ilha do Sal, mas eles ainda não voltaram", afirmou Novaes. 


Apesar da recuperação, mais fortalecida no segundo semestre, os números de 2020 não serão tão altos quanto os de 2019, porém ainda considerados positivos diante do cenário que a pandemia trouxe para o setor do turismo. A expectativa é que a quantidade de passageiros feche o ano com a metade do que foi registrado no balanço de 2019. "No ano passado, foram 8,7 milhões e neste ano deve fechar com 4 milhões. É um número representativo levando em consideração o cenário. Se avaliar só o primeiro semestre, o balanço ficaria em 7% em cima de 2019, então mostra uma recuperação, com um segundo semestre surpreendente", ressalta o secretário.


Já em relação à ocupação hoteleira, os números são mais animadores e devem ficar em torno de 70% do registrado em 2019. "É um número relevante levando em consideração que em maio, junho 90% dos hotéis do estado estavam fechados e os 10% estavam funcionando com 5% da ocupação. Hoje estamos falando em 70%. No Litoral Sul, como Porto de Galinhas, deve ser ainda maior que isso. Os destinos do interior, como Bonito, Gravatá e Triunfo, tiveram alta frequência nos feriadões, mas são turistas mais rápidos, que fazem o passeio e vão embora", concluiu. 


Do Diario de PE / Foto: Empetur

Acompanhe-nos no Facebook


Publicidade


!

!
!
!

!

!

!

!

!

!
!
!
!
!

!
! !

Você é o Visitante:

Acessos em Tempo Real

Previsão do Tempo em Surubim

Blogs e Sites Parceiros

Curta Nossa FanPage - Muito Obrigado!

Internautas On Line

(81) 9925.8297 // negocioseinformes@gmail.com