© 2014 - Todos os Direitos Reservados ao Blog Negócios e Informes. Tecnologia do Blogger.

sábado, 30 de maio de 2020

Ensino a distância: Especialistas do SESI-PE dão dicas de como aumentar a concentração das crianças e dos jovens

Foto: Divulgação/Reprodução
Com a suspensão de aulas presenciais em todo o Brasil devido a pandemia do Covid-19, as instituições de ensino têm adotado a educação a distância para dar continuidade ao processo de aprendizagem das crianças e dos adolescentes. A adaptação às aulas virtuais, no entanto, tem sido um desafio para pais e filhos. Manter a rotina parecida com a praticada na escola e estudar em um local tranquilo e sem distrações são algumas sugestões da psicóloga do SESI-PE Kátia Santos para ajudar a aumentar a concentração e o rendimento nos estudos.

Improvisar um espaço de estudo arejado, com mesa adequada, cadeira confortável, cadernos e lápis; ter uma agenda diária com as tarefas que precisarão ser realizadas e respeitar os horários de dormir e acordar colaboram para o equilíbrio da rotina do aluno. “Acordar, no mínimo, 40 minutos antes da aula, além de tomar café da manhã e banho ajudam o estudante a entrar no ritmo e manter o foco. Também é importante que o pai fique atento à posição da cadeira e aos vícios posturais do filho, pois a má postura pode provocar tensão no pescoço e causar enxaquecas, dois fatores que tiram a atenção”, sugeriu Kátia.

Para as crianças mais novas, a psicóloga sugere uma estratégia para distanciar o momento do aprendizado do de descanso: o uso do uniforme escolar. “O uniforme auxilia a criança a internalizar que não está de férias, mas, sim, em um ambiente de aprendizagem”, disse. Uma tática que deve ser adotada tanto pelos pequenos quanto pelos adolescentes é evitar acompanhar as aulas no sofá ou na cama. “Para quem assiste às aulas no computador, o ideal é desligar o celular, já que em sala de aula não é permitido o uso. É fundamental que o aluno tenha a mesma atitude da sala de aula presencial na virtual”, sugere o professor de Física do Ensino Médio do SESI-PE Diego Lopes.

De acordo com Lopes, algo que melhora o desempenho do estudante é a interação com o docente. “O aluno deve participar ativamente da aula, questionar, tirar dúvidas. Depois, conferir as videoaulas indicadas pelo professor, fazer as atividades do dia e revisar os conteúdos passados”, acrescentou. Aos pais, cabe demonstrar interesse pelo que o filho está aprendendo. “Os responsáveis também podem participar da vida escolar do filho verificando se ele está, de fato, assistindo às aulas, acompanhando a realização das tarefas e respeitando o ambiente de estudo, evitando interrupções desnecessárias”, comentou o professor.

Outro ponto eficaz é definir os intervalos das refeições e das pausas para descansar a mente e não comprometer a qualidade do estudo. Segundo a psicóloga do SESI-PE, também é válido estimular momentos de lazer e a prática de atividades físicas. “Estabelecer horários para pausar, fazer um lanche, ter momentos divertidos com os familiares e praticar esportes se possível trazem ganhos para a saúde mental e física das crianças e dos jovens”, pontuou Kátia.

Da Assessoria

Acompanhe-nos no Facebook


Publicidade


!

!
!
!

!

!

!

!

!

!

!

!

!
!
!
! !
!

!

!
! !

Você é o Visitante:

Acessos em Tempo Real

Previsão do Tempo em Surubim

Blogs e Sites Parceiros

Curta Nossa FanPage - Muito Obrigado!

Internautas On Line

(81) 9925.8297 // negocioseinformes@gmail.com