© 2014 - Todos os Direitos Reservados ao Blog Negócios e Informes. Tecnologia do Blogger.

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Pernambuco | Empresários criticam novo feriado estadual

ComércioFoto: Reprodução/Internet
A partir deste ano, o calendário de feriados estadual passa a contar com mais um feriado - a Data Magna - comemorado em 6 de março, referência à Revolução Pernambucana de 1817. Com isso, neste ano, os pernambucanos terão um total de 15 feriados. Se a notícia de mais uma parada na rotina de trabalho alegra muita gente, na outra ponta, os empresários dos setores de comércio, serviços e indústrias, um dia sem funcionar significa deixar de produzir e faturar. E, para quem opta por abrir, os custos envolvidos implica em prejuízo ainda maior, com pagamento de 100% de hora extra, taxa sindical, deslocamento, água e luz, o que torna inevitável não aderir à parada.

Por se tratar do primeiro ano que ocorre, não há estudo que estime o impacto desse mais novo feriado no calendário estadual. No entanto, se levarmos em consideração a estimativa da Confederação Nacional do Comércio (CNC) de que para cada dia parado o comércio deixa de faturar cerca de 9%, mais um dia sem lucrar justamente quando o setor começa a retomar um discreto crescimento é sinônimo de prejuízo na certa. 

“O feriado retira grande parte da população dos grandes centros comerciais tradicionais, fazendo com que os lojistas percam a compra por impulso de parte da população que estaria transitando pelas ruas”, explica o economista da Fecomércio-PE, Rafael Ramos. Ele atenta que a ação, além de impactar negativamente o setor do comércio, reduz na mesma proporção da queda das vendas a arrecadação estadual através do ICMS. “ Acredito que não apenas a criação de novos feriados deveria ser revista, mas também os excessivos feriados já existentes, a fim de contribuir para uma retomada mais rápida e um aumento da produtividade da economia em Pernambuco”, reitera o economista.


Até 2017, a Data Magna era comemorada no primeiro domingo do mês de março. Com a aprovação, em junho de 2017, do projeto de lei de autoria dos deputados Teresinha Nunes (PSB) e Isaltino Nascimento (PSDB), a data oficial passou a ser 6 de março. “Totalmente desproposital a criação de mais um feriado. Quando era no domingo não prejudicava ninguém. Este ano essa data cai na terça, o que implica dizer dois dias que a indústria deixará de produzir e faturar, justamente nesse tempo em que precisamos disso para voltar a crescer", enfatiza o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe), Ricardo Essinger.

Da Folha de PE

Acompanhe-nos no Facebook


Publicidade


!

!
!
!

!

!

!

!

!

!

!

!
!
!
!
!

!

!
!

Você é o Visitante:

Acessos em Tempo Real

Previsão do Tempo em Surubim

Blogs e Sites Parceiros

Curta Nossa FanPage - Muito Obrigado!

Internautas On Line

(81) 9925.8297 // negocioseinformes@gmail.com