© 2014 - Todos os Direitos Reservados ao Blog Negócios e Informes. Tecnologia do Blogger.

terça-feira, 11 de maio de 2021

Segundo semestre deve ser de 'retomada robusta' da economia com vacinação, diz BC

O Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central avalia que a economia deverá ter retomada robusta no segundo semestre deste ano. Para a autoridade monetária, a atividade responderá ao avanço da vacinação contra Covid-19.


"A despeito da intensidade da segunda onda da pandemia ter sido maior que a esperada, os últimos dados disponíveis de atividade têm surpreendido positivamente. Para o Comitê, o segundo semestre do ano deve mostrar uma retomada robusta da atividade, na medida em que os efeitos da vacinação sejam sentidos de forma mais abrangente", avaliou na ata da última reunião, divulgada nesta terça-feira (11).


Segundo o documento, dados do mercado de trabalho formal indicam que a atividade econômica tem se recuperado, apesar da alta na taxa de desocupação.


"O Copom avalia que os dados de atividade e do mercado de trabalho formal sugerem que a ociosidade da economia como um todo se reduziu mais rapidamente que o previsto [o que indica retomada], apesar do aumento da taxa do desemprego", pontuou a ata.


A ociosidade da economia indica o nível de produção em relação à capacidade do setor real. Se a ociosidade é elevada, a economia ainda pode produzir mais a estrutura atual. Quando ela diminui, indica que a produção está próxima da potência máxima.


O mercado de trabalho é um indicador importante para medir a ociosidade da atividade.


Na última reunião, o Copom elevou a taxa básica de juros (Selic) em 0,75% ponto percentual, a 3,50% ao ano, conforme indicado na decisão de março.


No comunicado, o BC sinalizou nova alta na mesma magnitude em junho, para 4,25%.


A análise do Copom é de que haverá uma "normalização parcial" da taxa de juros. Ou seja, a atividade econômica ainda precisará de estímulo monetário ao longo do processo de recuperação econômica.


O Colegiado considerou diferentes trajetórias de normalização de juros, levando a taxa básica próximo ao seu patamar neutro, aquele que não estimula nem reduz a atividade, estimado entre 6,0% e 6,5%.


Atualmente, a Selic está bem abaixo do juros neutro, com alto grau de estímulo à economia. Para continuar lendo, clique AQUI! Banco Central - Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Acompanhe-nos no Facebook


Publicidade


!

!
!
!

!

!

!

!

!

!
!
!
!
!

!
! !

Você é o Visitante:

Acessos em Tempo Real

Previsão do Tempo em Surubim

Blogs e Sites Parceiros

Arquivo do blog

Curta Nossa FanPage - Muito Obrigado!

Internautas On Line

(81) 9925.8297 // negocioseinformes@gmail.com