© 2014 - Todos os Direitos Reservados ao Blog Negócios e Informes. Tecnologia do Blogger.

domingo, 26 de abril de 2015

Marketing pessoal é estratégico para a carreira, entrevista com Murilo Gun

Foto: Divulgação
Para alguns, é imprescindível. Para outros, pura vaidade. Mesmo dividindo opiniões entre profissionais do país, o marketing pessoal é uma estratégia cada vez mais utilizada para o crescimento da carreira nos dias atuais. A prática consiste no desenvolvimento da própria imagem dentro da empresa, e, segundo especialistas e praticantes da estratégia, a autopromoção só deve existir quando o profissional for capaz de fazer aquilo que promete, desde as dinâmicas de grupo nas seleções até a ocupação do posto de trabalho. 

Segundo a consultora de carreiras Dolores Affonso, a técnica consiste no destaque dos próprios pontos positivos. “Fazer marketing pessoal não significa dizer que é o melhor, mas mostrar suas habilidades de forma compatível com a realidade”, esclarece Dolores. Para que não haja ausência ou exagero da própria promoção dentro da empresa, a consultora aponta as autoanálises como fundamentais para identificar os próprios pontos positivos e negativos e, assim, iniciar as técnicas de autopromoção. “É preciso sair da falsa humildade e reconhecer suas habilidades e limitações. O funcionário não deve se superestimar ou se subestimar”, afirma Dolores.

No caso de profissionais tímidos, o marketing pessoal externo, ou seja, fora do ambiente de trabalho, pode ser uma saída para ser reconhecido na empresa. Para a consultora, o uso de redes sociais pode ser o ponto de partida para chamar a atenção dos colegas de trabalho, assim como a participação em palestras e capacitações. “Mostrar interesse nos assuntos de trabalho, opinar durante as reuniões e mostrar soluções para conflitos na empresa também são maneiras de crescer no ambiente profissional e fazer uma propaganda positiva”, sugere a consultora.

Formado em administração, o recifense Murilo Gun, empreendedor que faz uso do marketing pessoal para alavancar a carreira desde a adolescência, explica que a estratégia é praticamente uma necessidade nos dias atuais. “Há uma ou duas gerações, os profissionais trabalhavam muitos anos em um único local. Nessa época, a imagem do funcionário era associada à da empresa. Hoje, essa prática já não é muito provável e o mercado está mais dinâmico”, afirma. Para Gun, atualmente responsável por palestras com a máxima “Você é a sua marca”, o relacionamento interpessoal é uma das chaves para a construção de uma boa imagem como funcionário.

A rede de contatos funciona como uma das principais alternativas para o bom desenvolvimento da estratégia, segundo Dolores Affonso. “É preciso cultivar bons relacionamentos dentro da empresa para que o profissional seja reconhecido também pelos colegas”, diz. Além do networking ser fundamental, Dolores também ressalta a importância de apresentar resultados para que a propaganda não seja “enganosa”. “É importante fazer aquilo que dizemos ter capacidade de fazer, para que o marketing pessoal não seja uma fraude”, esclarece Dolores.

Com informações do Diário de Pernambuco

Acompanhe-nos no Facebook


Publicidade


!

!
!
!

!

!

!

!

!

!

!

!

!
!
!
! !
!

!

!
! !

Você é o Visitante:

Acessos em Tempo Real

Previsão do Tempo em Surubim

Blogs e Sites Parceiros

Curta Nossa FanPage - Muito Obrigado!

Internautas On Line

(81) 9925.8297 // negocioseinformes@gmail.com