© 2014 - Todos os Direitos Reservados ao Blog Negócios e Informes. Tecnologia do Blogger.

sábado, 10 de dezembro de 2016

Educação | Após dez anos de espera, enfim, o diploma em mãos

Foto: Flávio Japa
O professor Cristiano Cassemiro tem duas pós-graduações, é mestrando na UFRPE e dá aulas a estudantes da graduação e pós em uma faculdade no Recife. Dez anos e duas ações na Justiça depois, só agora ele terá acesso ao que era para ser o primeiro diploma da vida acadêmica: o da graduação em Administração na Fadepe, Faculdade para o Desenvolvimento de Pernambuco, onde conclui em 2006.2. Ele e pelo menos outros 29 ex-alunos finalmente receberão o documento no próximo dia 17, e não dispensaram uma cerimônia para a entrega oficial. A UPE foi a universidade responsável pela emissão dos documentos que contemplam, ainda, outros 25 em janeiro de 2017.

Segundo Cristiano, a Fadepe fechou em 2010 depois que o casal dono da instituição desapareceu com o dinheiro dos alunos. O certificado de conclusão de curso foi, durante todo esse tempo, a única prova de que havia terminado a faculdade. O papel serviu para as duas pós-graduações e para o ingresso no mestrado da UFRPE, mas não foi suficiente para garantir o título de mestre na universidade. Também fez concurso, mas foi desclassificado por falta de documentos. “Agora é a realização de um grande sonho, poder crescer na profissão e seguir para o doutorado. Eu sou professor e preciso disso”, desabafou.

Flávio dos Santos, ex-aluno que hoje é gerente comercial de uma franquia de lojas, comemora o desfecho positivo. “O processo para a faculdade funcionar legalmente já havia sido aprovado no MEC, mas faltava algumas coisas na estrutura do prédio. A faculdade ficou na mão de uma funcionária depois que o dono sumiu. São dez anos de batalha para o diploma ser registrado”, relembrou. Pelo menos 800 alunos não tem diploma, segundo Flávio, e cerca de 300 terão a possibilidade de receber o diploma.

Em 2013, uma ação civil pública circulou no MPF e Justiça Federal em Pernambuco, mas não trouxe nenhum resultado. Somente no ano passado que Cristiano reuniu alguns ex-estudantes para, juntos, contratarem advogado. Uma ação tramitou no TJPE e até o ministro Mendonça Filho se reuniu com o grupo em Belo Jardim, no Agreste. O MEC, então, reconheceu o curso de Administração somente para fins de expedição e registro de diploma dos alunos concluintes até dezembro de 2010.

Atualmente, a Fadepe está em situação irregular e não possui cursos em atividade. O ingresso na faculdade foi suspenso a partir de dezembro de 2015 e a abertura de novos processos seletivos foi vetada pelo MEC. “Não procuramos nem uma punição, o que nos interessava era muito mais o diploma do curso”, afirmou Cristiano, com convicção. 

Ele teve acesso ao sonhado diploma alguns dias antes da cerimônia simbólica de entrega. A Folha de Pernambuco procurou o antigo reitor da faculdade, Aluizio Bezerra de Albuquerque Filho, por e-mail e por telefone, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem. Ele, advogado registrado na OAB, e a esposa, Maria Verônica Lima Bezerra de Albuquerque, foram réus no processo de que tramitou em 2013.

Da Folha de Pernambuco

Acompanhe-nos no Facebook


Publicidade


!

!

!

!

!

!

!

!

!

!

!

!

!

!
!
!

Você é o Visitante:

Acessos em Tempo Real

Previsão do Tempo em Surubim

Blogs e Sites Parceiros

Curta Nossa FanPage - Muito Obrigado!

Internautas On Line

(81) 9925.8297 // negocioseinformes@gmail.com